Dicas de viagem Estudar fora Intercâmbio

Intercâmbio em New York: dicas para economizar no curso de inglês

intercambio new york central park
Michele Raggio
Escrito por Michele Raggio

Meu intercâmbio aconteceu no fim de 2015 e início de 2016 (durante 3 meses), quando eu resolvi que já havia passado da hora dele acontecer. Como toda adolescente que assistiu Friends e Sex and The City, eu sonhava em conhecer Nova York e em morar nessa Cidade, e por isso coloquei todas as minhas energias para que meu intercâmbio acontecesse no lugar dos meus sonhos.

Curso de inglês em Nova York

Meu primeiro passo foi definir o tipo de intercâmbio que eu iria fazer. Eu já havia feito faculdade, então não iria procurar uma graduação por lá, não podia fazer Au Pair, pois já tinha mais de 26, então eu decidi que iria aperfeiçoar meu inglês.

ponte brooklyn ny

Definido o meu intercâmbio eu busquei cotações com agências de intercâmbio com as quais eu já trabalhava, sou agente de turismo e por isso já tinha contato com algumas. Eu recebi orçamentos para Nova York e também para Vancouver, e é obvio que ir para o Canadá estava muito mais barato, foi então que resolvi usar minhas informações como agente de turismo e buscar tudo por conta própria, pois só assim ia conseguir baratear meus custos em Nova York.

Dicas para economizar no intercâmbio

Eu passei a respirar Nova York 24 horas por dia, e essa é a primeira dica que dou. Se você vai viajar para um lugar respire aquele lugar, pesquise o máximo de informações possíveis, seja na internet ou conversando com pessoas que já foram para lá.

economizar intercambio nova york times square

Então vai a dica mais importante: FAÇA CÁLCULOS! É importantíssimo que você coloque no papel todos os custos de todas as suas opções. Só assim você vai conseguir saber qual tem o melhor custo x benefício. Para essa situação, por exemplo, eu precisei calcular além do preço da hospedagem, o gasto médio de supermercado e também o gasto médio do metrô.

Passagem aérea

Para definir a data eu me baseei mais nas passagens aéreas, já que os outros custos não variavam ou variavam muito pouco dependendo da data. E, por isso, definimos ida em novembro e volta em janeiro. Para isso eu pesquisei muito, testei várias opções de datas em várias cias aéreas até comprar com a Latam.

Hospedagem

Dentre as opções que nós tínhamos para hospedagem, nesse momento minha irmã já havia embarcado nessa aventura comigo, nós optamos por alugar um quarto de apartamento.

Essa opção foi mais barata que morar em casa de família e um pouco mais cara que morar em república, mas com a vantagem de poder cozinhar todos os dias. Na maior parte das repúblicas de NYC a cozinha que existe só tem disponível para você, o fogão, todo o resto é necessário comprar e comprar panela não era uma opção para nós.

Localização

Outro meio termo dessa opção foi a localização, conseguimos morar no sul Manhattan, em Lower East Side, enquanto que em casa de família moraríamos no Brooklyn (não que seja ruim, mas seria mais distante da escola), porém em republica moraríamos mais no centro da ilha, mais próximo da escola, mas ainda assim teríamos que pegar o metrô se não quiséssemos sair muito cedo e ainda escuro de casa.

Curso de inglês

A busca pela escola de idiomas foi outro passo importante. Nós estudamos na Embassy English, localizada em Chelsea, Manhattan. Até definir essa escola eu pesquisei muitas e não escolhi só pelo preço não. Em relação a estudos não podemos pensar só na economia.

A Embassy é uma das melhores escolas de idiomas de Nova York. Mas ela estava um pouco mais cara que outra escola que me indicaram, mas que não era tão boa assim, então eu coloquei em prática algo que eu sei fazer bem desde novinha, eu negociei, e essa é mais uma dica. Eu fui honesta com a escola e falei para eles que eu estava pesquisando e que tinha preços melhores e então eles aplicaram um desconto. Peça descontos, o não você já tem, então tente o sim.

Transporte

Lá compramos o metrô card válido para 30 dias, pois assim economizamos mais alguns dólares. Optamos por almoçar quase todos os dias em casa, como era 15 minutos de metrô para a escola e tínhamos passagem ilimitada, íamos em casa almoçar, o que nos fez economizar bastante, e depois saímos para conhecer a Cidade.

Internet

Se você vai para Nova York e quer economizar, evite comprar o chip de internet. Em NYC é possível acessar internet Wi-Fi grátis em muitos lugares. Por exemplo, algumas estações de metrô, todos os Starbucks (quase que um a cada esquina), em alguns pontos turísticos entre vários outros lugares que você poderá acessar se for cliente.

Valor total do intercâmbio

Nesse intercâmbio nós gastamos cerca de U$10.000,00. Mas não se assustem, pois nesse valor já está incluso para mim e minha irmã:

  • As passagens aéreas;
  • Seguro Viagem;
  • Nossa moradia;
  • Translados de chegada e saída;
  • Curso de Inglês;
  • Alimentação;
  • Transporte;
  • Internet para 30 dias (abaixo, vou dar uma dica de internet que só aprendi lá depois de ter comprado o cartão da T-Mobile);
  • Gastos pessoais e gastos com a Black Friday, pois apesar de ser pouco consumista nesse dia eu não aguentei as promoções e gastei quase todo o meu dinheiro rsrs

new jersey intercâmbio

Além de conhecer muitos lugares e ver a neve, fiz novos amigos, aperfeiçoei meu inglês, aprendi a respeitar mais as pessoas ao meu redor, aprendi a conviver melhor com as diferenças, aprendi a dar mais valor as pessoas que eu amo, mas também aprendi que mesmo longe em momentos importantes, como o Natal, o amor nos une e a internet também rsrs.

Eu vivi o meu sonho e sou uma pessoa bem melhor depois dessa experiência!

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Sobre o autor

Michele Raggio

Michele Raggio

Me chamo Michele Raggio, sou agente de turismo e e uma pessoa apaixonada por viagem. Tenho um blog onde divido todas as minhas experiências de viajante e de vida.

Deixe um comentário