Dicas de viagem Intercâmbio Trabalho

Trabalho voluntário na Europa: um jeito de viajar gastando pouco

trabalho voluntario europa prefiro viajar
Angélica Avante
Escrito por Angélica Avante

Sempre viajei muito, mas dessa vez é diferente! Estou viajando há 5 meses fazendo Trabalho Voluntário na Europa trocando horas de trabalho por hospedagem e alimentação. O trabalho voluntário, como algumas pessoas chamam, é uma experiência de imersão cultural total. É aprender com o diferente e sair da zona de conforte todos os dias!

A convite da Amanda do Prefiro Viajar, venho aqui contar um pouco da maior empreitada que já me enfiei na vida: trabalho voluntário na Europa.


Como posso viajar gastando pouco?

Sempre gostei de viajar, já morei nos Estados Unidos, já fiz dois intercâmbios, viajei muito pelo Brasil, fiz América Latina…mas de 4 anos pra cá, desde que me formei e comecei de verdade essa tal “vida adulta”, tenho alimentado em mim a vontade de tirar um ano para viajar pela Europa.

Nunca soube exatamente como eu iria viabilizar este plano, mas nos últimos meses antes de sair do Brasil, eu decidi que de 2017 não passava!


Encontrando vagas de Trabalho Voluntário

Conheci um site de trabalhos voluntários ao redor do mundo chamado Workaway e não pensei duas vezes, essa era a chance que eu estava esperando para meter minhas coisas na mala, e cair no mundo!

trabalho voluntário paris

Ainda quando estava no Brasil, comecei a conversar com pessoas e famílias que precisavam de algum tipo de ajuda com tarefas simples como house-sitting, language exchange, dog-sitting etc e como contra partida ofereciam hospedagem e alimentação durante o período que eu ficasse na cidade.


Visto para fazer trabalho voluntário

Muitas pessoas me perguntam se tenho visto de trabalho e a resposta é não! No meu caso, como não há nenhum salário envolvido, eu estou conseguindo viajar somente com o visto de turista. Lembrando que a permanência dentro dos países da área Schengen com o visto de turista é de 90 dias.


Trabalhando na Europa

Essa é minha primeira vez na Europa e minha viagem começou em Bordeaux, na França. Escolhi a França por ter uma verdadeira paixão pelo idioma. Apesar de já ter estudado no Brasil, essa foi a primeira oportunidade de praticar a lingua francesa fora do país.

trabalho voluntário bordeaux

Depois de Bordeaux, passei por outras cidades da França. Conheci algumas cidades da Espanha, Portugal e Itália e vivi momentos de muitas descobertas.

Há um mês estou no Reino Unido. Aqui trabalhei como voluntária num festival de música alternativa em uma cidade de menos de 300 habitantes, onde fiquei acampada por 4 dias e foi uma das experiências mais malucas e enriquecedoras que tive o privilégio de viver durante esse ano.


Vantagens do trabalho voluntário

Oportunidades como essa, te colocam frente à frente com as suas dificuldades e também te fazem desenvolver e enxergar potências. Elas te desafiam à sair da zona de conforto e interagir com o mundo de maneiras diferentes todos os dias.

Conviver com as diferentes formas de pensar e enxergar o mundo, fazer um trabalho que eu nunca teria a oportunidade de fazer e ainda deixar amigos espalhados pelo mundo inteiro, são coisas que dinheiro nenhum pode comprar.

trabalho voluntario barcelona

No caso, essa é a viagem mais longa que já fiz até hoje. E pretendo ir até o final deste ano. Ficar tantos meses na estrada te faz entender quais são realmente as coisas que você precisa pra ser feliz. Você aprende também, a valorizar ainda mais tudo o que recebe das pessoas.


Desafios do trabalho voluntário

É claro que nem tudo são flores, conviver com pessoas que você não conhece pode ter sim suas dificuldades. Quando você divide a casa com pessoas que pertencem a outras culturas, você aprende que a melhor coisa é sempre dialogar. Colocar em pratos limpos. Mesmo que seja difícil, conversar é sempre a melhor solução.

Choque cultural

Problemas vão acontecer. O choque cultural é bem grande. Quando você sai da zona de conforto tem que estar disposto a questionar se aquilo que você acredita é mesmo a forma correta de viver a vida. As pessoas vivem de formas diferentes da sua. O que é ser bem educado para você, não necessariamente precisa ser para o outro. E vice-versa.

Para mim, todas as pessoas com as quais eu cruzei durante esse tempo foram essenciais no meu processo pessoal de aprendizado e amadurecimento. Quer coisa melhor pra aprender a ser flexível e adaptável do que viajar? Você nunca volta de uma viagem a mesma pessoa que era antes.

Para um viajante uma toalha limpa e seca pode valer mais que qualquer coisa no mundo. E um cházinho quente então ?! É tanta gratidão que transborda. E te faz alguém melhor pro mundo!

Solidão

Mesmo que você seja uma pessoa extremamente auto-suficiente, somos humanos, e todos nós precisamos interagir uns com os outros. Alguns mais, outros menos mas a vontade de dividir com o outro, vai acontecer. E nem sempre você terá pessoas afim de te escutar.

Está tudo bem, você só precisa descobrir uma forma de se expressar. Puxe assunto com as pessoas, mesmo que seja só aquele assuntinho besta, esforce-se! Vai valer a pena. As pessoas podem ser meio secas a princípio mas se você insistir um pouco mais, elas vão se soltando e você pode se surpreender em quão legais e abertas elas são.

Quando você está vibrando em uma frequência boa, só vai atrair pessoas interessantes. Não tem nada mais propício para encontrar viajantes do que viajando. Pessoas com histórias interessantíssimas, de mente aberta e visões super alternativas sobre a vida. Aí a gente se sente menos maluca, se sente acolhida.

Não estou dizendo aqui que precisamos desses “grupinhos” para sermos felizes, mas dividir ideias e ouvir pontos de vista distintos pode nos ajudar a entendermos um pouco melhor a nós mesmos.

Tédio

Não são todos os dias que você está afim de sair explorando, desbravando cidades, conhecendo pessoas e fazendo amigos. As vezes você só quer ficar em casa (hostel, casa de amigos etc) assistindo seriado, e qual é o problema disso? Nenhum!

Quando você viaja por longos períodos, a relação com o tempo muda! (ou pelo menos deveria mudar). Programe-se não para conhecer o maior número de países, mas sim para viver a cultura dos países pelos quais você tiver a oportunidade de passar.

E se bater mesmo o tédio, tente encontrar uma maneira de passar seu tempo. Talvez você descubra um novo hobbie como escrever ou fotografar… tudo isso vai render belos registros de uma época que você viveu longe de casa colecionando momentos.


Sobre viajar sozinha

Viajar sozinha é ter consigo sempre a melhor companhia. É não ter tempo certo para nada e poder re-arranjar seu planos sempre que quiser.

trabalho voluntario veneza

Aprender a abordar estranhos, viver na casa de estranhos, pedir ajuda à estranhos, agradecer aos estranhos, cozinhar com estranhos, trabalhar para estranhos, atender estranhos, dividir tenda com estranhos, tocar com estranhos, dançar loucamente com estranhos, pedir carona à estranhos, aceitar ajuda de estranhos, aceitar comida de estranhos, ficar amiga de estranhos e depois poder chamar a maioria deles pelo nome e lembrar de cada um com carinho… é maior onda!

trabalho voluntario europa

A minha expedição está quase chegando na metade, mas ainda vem muita experiência boa por aí…Se você quiser saber um pouco mais sobre a minha aventura, sobre trabalho voluntário, sobre viajar sozinha e como eu planejei tudo isso, me siga nas redes sociais Instagram, Facebook e Youtube.

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Passagens aéreas: Submarino Viagens
 Seguro viagem: Real Seguro
 Aluguel de carro: Rent Cars

 Chip internacional: EasySim4U

Sobre o autor

Angélica Avante

Angélica Avante

Angélica Avante é uma paulistana que um belo dia resolveu largar tudo para seguir o sonho de conhecer o mundo sozinha. Na estrada há mais de 150 dias, conta tudo no seu IG @belodiaresolviviajar.

2 Comentários

Deixe um comentário