O Canadá se tornou um destino muito procurado pelos brasileiros nos últimos anos devido ao seu custo benefício. O país conta com lugares lindos para conhecer e destaca-se por ser BEM mais barato do que os Estados Unidos e a Europa. Além da hospedagem, dos passeios e gastos serem menores, o dólar canadense é mais barato que o dólar americano e que o euro.

Está planejando a sua viagem para o Canadá?  Que tal conferir algumas dicas do que fazer em cada uma das 5 principais cidades turísticas do Canadá? Vem comigo fazer um tour por Toronto, Montreal, Quebec, Vancouver e Ottawa, as cidades mais procuradas e famosas do Canadá.

O que fazer em Montreal?

Você sabia que Montreal fica na parte francesa do Canadá ? Isso mesmo e, por isso sua língua oficial é o Francês, mas fique tranquilo que por lá todo mundo fala inglês, viu?

montreal prefiro viajar

Sem dúvidas, a cidade de Montreal possui vários lugares turísticos bem legais de se conhecer e passeios imperdíveis para qualquer turista. E, a lista de o que fazer em Montreal é grande, por isso é essencial montar um roteirinho e se planejar para conhecer bem todos os lugares.

Vieux-Montréal ou Old Montreal

Old Montreal é um bairro antigo e considerado por muitos como o mais charmoso da cidade. É uma delícia andar pelas suas ruas e observar as construções antigas que hoje são edifícios públicos ou comerciais. Ainda em Old Montreal, você encontra dois lugares bem bacanas. Um deles é a Catedral de Notre Dame, que é um dos pontos turísticos mais bonitos e famosos do Canadá. Queridinha dos turistas, ela foi construída há mais de 300 anos e possui um acervo religioso riquíssimo em seu interior.

Place d’Armes

Bem em frente você encontra a Place d’Armes, a principal praça de Montreal e acho bacana você reservar, no mínimo, uma horinha para conhecer o lugar. O Place dês Arts tem um complexo irado de vários teatros, museus e galerias, onde você encontra o Les Grands Ballets Canadiens de Montréal, a principal companhia de balé da cidade.

O que fazer em Toronto?

Localizada na margem norte do lago Ontário, Toronto é a maior do Canadá e possui um dos principais centros culturais e científicos do Canadá. Então já viu que a lista de o que fazer em Toronto é grande, mas vamos tentar dar uma resumida.

Toronto o que fazer prefiro viajar

CN Tower

Com 553 metros de altura, a CN Tower Toronto é um dos símbolos de Toronto e do Canadá. Dela é possível ter uma vista incrível da cidade, seja de dia ou de noite. A torre tem quatro níveis de observação e já foi considerada a mais alta do mundo.

Royal Ontari Museum

O Royal Ontari Museum, além de ser lindo por fora, apresenta diversas atrações por dentro como exposições sobre arte, arqueologia e ciências.

Casa Loma

Castelo em Toronto? Sim! A  Casa Loma é um castelo medieval que possui 98 cômodos e hoje é um dos pontos mais encantadores de Toronto. Só pelo número d cômodos você já viu que ela é imensa e dá vontade de ficar horas desbravando todos os seus cantinhosou até mesmo descobrindo suas passagens secretas e túneis. Além disso, a Casa Loma possui um jardim de mais de 20 mil metros quadrados muito bem tratados para você ficar observando e curtindo o toque de natureza do local.

O que fazer em Vancouver?

Vancouver é terceira maior cidade do Canadá e apesar de ser uma cidade litorânea, no auge do inverno, a temperatura pode chegar a -10º C. Mas fique tranquilo, no verão o clima é mais ameno, e a temperatura gira em torno de 25º C. Por isso, Vancouver é o destino ideal em qualquer estação do ano e na lista de coisas para fazer em Vancouver estão algumas praias, o que, como vocês puderam ver até agora, não é comum nas outras cidades do Canadá. 

Vancouver o que fazer

Stanley Park Vancouver e o Vancouver Aquarium

O primeiro item da nossa listinha de coisas para fazer em Vancouver é o Stanley Park em Vancouver. Ele é considerado o melhor parque do mundo pelo TripAdviso e hoje é a principal atração turística de Vancouver, sendo também o parque mais famoso do Canadá. No complexo do Stanley Park, você encontra também o Vancouver Aquarium, uma atração aberta ao público que mais faz sucesso entre o público, atraindo especialmente as crianças. 

Grouse Mountain

Localizada próximo ao centro de Vancouver, a Grouse Mountain tem mais de 1230 metros de altura. Fica aberta durante o ano todo, mas é no inverno que recebe a maior quantidade de visitantes.

Kitsilano

Kitsilano é a praia mais famosa de Vancouver, é o destino preferido daqueles que estão passando o verão por lá. O espaço conta com piscina aquecida, quadras de tênis e basquete, lanchonete, restaurante com vista para o mar e lojinha de lembranças. 

O Vancouver Aquarium

O Vancouver Aquarium, como dito anteriormente, é parte do complexo Stanley Park e é o mais famoso do Canadá. É uma das atrações que mais faz sucesso entre o público, atraindo especialmente as crianças. 

O que fazer em Quebec?

Chegou a hora de darmos dicas de Quebec, a cidade mais antiga do Canada e também a capital da cultura francesa no continente, idioma predominante da sua população. Mas calma galera, os residentes de Quebec são muito simpáticos, hospitaleiros e falam inglês. Quebec é um verdadeiro charme, um lugar que lembra bastante o clima europeu com casas antigas, capelas históricas, ruas de paralelepípedo, pontes de pedras, castelos e muito mais. 

Quebec o que fazer

Basse Ville e Haute Ville

Na Vieux-Québec concentram-se muitos dos pontos turísticos que estão na lista de o que fazer em Quebec. A região é dividida em duas partes, a Basse Ville (baixa cidade) e Haute Ville (cidade alta). Na cidade alta, você encontra o Château Frontenac, um castelo magnífico onde está instalado o Terrasse Dufferin, um hotel super luxuoso, com um enorme terraço que propõe uma vista muito bonita do rio São Lourenço. Na parte baixa, há o Quartier Petit Champlain, uma área com restaurantes, galerias de arte e lojas típicas da cidade e a Place Royale, uma região histórica aonde está localizada a igreja Notre-Dame-des-Victoires.

O que fazer em Ottawa?

Apesar de ser bem pequena, Ottawa é a capital do país e é bastante rica em atrações turísticas, como parques, museus e galerias, além de ter várias lojas, restaurantes e baladas. Assim como Quebec City e Montreal, Ottawa é uma cidade de contrastes entre o antigo e o moderno. Pela importância histórica e cultural para o Canadá e por ser o centro político do país, vale muito a pena conhecê-la.

Ottawa o que fazer

Colina do Parlamento

Para mim, a Colina do Parlamento deve ser a primeira atração na sua lista do que fazer em Ottawa. Isso porque o parlamento do Canadá, composto por 3 edifícios em estilo gótico, localiza-se na colina e ele é aberto ao público com entrada gratuita.

Rideau Canal

Perto do Parlamento está localizado o Rideau Canal, um dos primeiros lugares de Ottawa a entrar na lista dos patrimônios da Unesco. O Canal é enorme e possui 202 km de extensão ligando as cidades de Ottawa e Kingston. Nas parte que margeia Ottawa há calçadões, bancos, áreas verdes e parques, provendo um passeio com uma vista bem bonita dos arredores.

Catedral de Notre-Dame

A Catedral de Notre-Dame, a maior e mais antiga igreja da cidade, é uma atração imperdível em Ottawa. Seu interior é lindíssimo, composto por arcos de estilo gótico e grandes colunas, com as cores azul e dourado predominando.

PUBLIPOST

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB (R$170OFF) e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguros, SafetyWing e Seguros Promo (5%OFF)
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Chip internacional com desconto: América Chip (10%OFF)

Sobre o autor

Amanda Antunes

Amanda Antunes

Olá! Eu sou Amanda. Sou publicitária, criativa e apaixonada por fotos e viagens. Ao todo foram 3 intercâmbios e 42 países visitados. São muitas histórias para contar, porque eu Prefiro Viajar!

Deixe um comentário

2 Comentários

  • Parece haver no mundo um padrão imediato da ocupação coletiva do solo na atualidade. A história é longa e complexa. Ocupa contextos que nos remontam a lances da história humana desde todos os tempos. Permeia meandros que nos escapam à compreensão. Haja psicologia, teologia, filosofia, antropologia, história enfim. O assunto não se fecha sem se reportar ao destino justo e último dos humanos. Andei por algumas cidades do mundo. Dakha capitalzona de Bangladesh e Toronto no Canadá são as cidades que até agora mais me assustaram por conta da desigualdade embora os irmãos que as habitam são idênticos ainda que muito diferentes. Pelo que sei não tem nenhum que não tenha nascido de mulher. Isto é chiquérrimo. A igualdade é humana, a desigualdade é mundana. Lembrem-se, a história humana terá um fecho-de-ouro paradoxal, mas fecho-de -ouro. Não existimos por acaso, o humano é magnífico. A desigualdade vai puxar tapetes. Não sabemos como serão os tombos dos tombados pelos seu próprios projetos de vida terrena. Muitos esqueceram que um dia morreriam e que fomos feitos para a eternidade e não para o provisório. Mas numa espécie de andarilho privilegiado ando pelas ruas das cidades de 3 países, Estados Unidos, Canadá e Austrália. O padrão é um só. Não falo em suntuosidade, falo em racionalidade. Ruas largas, muito verde de oxigênio e infiltração das águas de chuva, casas sem muros, não falo de mansões, falo de boas construções. Asfalto usinado faixa C confortabilíssimo, sarjetas não angulosas em concreto fechadíssimo e desempenado margeando a pista e concordando harmoniosas com passeios e entradas, tudo ajardinado, muito espaço para muita ventilação. No Canadá andei por cidades construídas dentro de bosques. A casa da esquina no meio de um verde não tem muros, não tem grades e fica de janela aberta. E toda esta paisagem povoada por enormes caminhonetonas f250/f350, lincões americanos, outras caminhonetonas GMC, Chevrolet, dojonas, cada qual com a cara maior que a outra, robusta, inoxidável e invocada. Urra! Sei não, isto tudo me confunde. Eu estava andando pelas últimas ruas da cidade de Calgary no Canadá. Não existe periferia. Um só padrão, mas minha memória se agitava andando também pelas ruas de Dakha. E se ficasse no físico me seria mais confortável, mas meu coração batia forte lembrando de crianças de tez escura que me fitaram como que querendo me contar algo que nós adultos soberbos não sabemos…:)