Europa Islândia Pelo mundo

​Golden Circle (Círculo Dourado): o que fazer na rota mais famosa da Islândia

golde circle islandia
Leticia Moresca
Escrito por Leticia Moresca

É fácil entender porque o Golden Circle é a rota mais visitada da Islândia: Em apenas 300 km estão 4 grandes atrações do país. Além disso, em apenas um dia, é possível completar a rota inteira (com direito a várias paradas irresistíveis para foto).

Sobre o Golden Circle

O Golden Circle fica no sul da Islândia e como o nome já indica, é uma rota circular que começa e termina na capital da Islândia, Reykjavík. Apesar de ser possível completar a rota inteira em 3 ou 4 horas, acredite em mim, é mais provável que você demore entre 6-8 horas e não é por causa do tráfego, e sim porque é impossível resistir o cenário deslumbrante e não parar para tirar fotos!

golden circle islandia

Leia mais: 8 dicas para economizar na sua viagem para Islândia

O que fazer no Golden Circle?

Parque Nacional Thingvellir

A primeira parada da rota após Reykjavík é o Thingvellir National Park. Proclamado em 2004 como patrimônio da humanidade, o lugar, além de de ser belíssimo, foi muito importante para a história do país.

primeiro parlamento da islandia

Foi nesta área que foi fundado o primeiro Parlamento da Islândia, em 930 AC. Também está no parque a primeira igreja cristã do pais que historicamente era majoritariamente pagão.

Também é aqui que as placas tectônicas da America do Norte e da Eurásia se separam, criando fissuras no chão. Ao atravessar a ponte que está sobre uma dessas fissuras conhecida como Sifra, é possível passar da Eurásia para as placas da América do Norte!

Thingvellir National Park islandia

Mas não é só isso – existem diversas trilhas pelo parque, duas áreas para acampamento, é possível praticar pesca esportiva na temporada de maio até metade de setembro, e até mesmo mergulhar entre as placas tectônicas!

Haukadalur – Gêiser

A próxima parada na rota é o parque geotermal Haukadalur, localizado 60km após o Thingvellir National Park. Haukadalur foi a primeira área geotermal mencionada por escrito, em 1294. Os dois maiores gêisers de Haukadalur são o Strokkur e o Geysir.

haukadalur giser islandia

Inclusive, esse segundo foi o que deu o nome da expressão Gêiser (Geyser em inglês) usada para fazer referencia às áreas geotermais no mundo todo!

O Strokkur erupe com frequência (a cada 5-10 minutos aproximadamente). Portanto, praticamente todos os turistas que param no local acabam tendo uma oportunidade incrível de presenciar uma dessas explosões que costumam alcançar entre 15 e 20m de altura! Já o Geysir (que é maior) não explode mais.

Além destes dois Geiser existem mais de 40 outras formações geotermais menores no local.

Gullfoss

A atração seguinte é a maior cachoeira da Europa, e fica há 10 km do parque geotermal. O nome Gullfoss é a tradução de “cachoeira de ouro” por causa da cor dourada das águas durante o verão. A água que corre na cachoeira é água glacial e a cor dourada vem dos sedimentos glaciais.

gullfoss cachoeira islândia

Vale mencionar que só temos acesso à essa cachoeira magnífica por causa dos protestos de uma mulher chamada Sigríður Tómasdóttir, filha do proprietário da cachoeira na primeira metade do século 20.

Sigríður amava a cachoeira e quando investidores internacionais cogitaram montar uma hidroelétrica e modificar permanentemente a cachoeira, ela protestou tanto que conseguiu salvar essa cachoeira incrível, que hoje pessoas do mundo inteiro visitam.

Dica: Devido a força da cachoeira, essa área é bem gelada, molhada e venta muito. Por isso é bom usar roupas quentes e se possível impermeáveis.

Kerið

A última atração é um lago formado em uma cratera vulcânica. Essa é a única atração que pagamos para visitar – 400 ISK por pessoa. Essa cratera avermelhada foi formada aproximadamente 6.500 anos atrás, é oval e tem aproximadamente 55 m de profundidade.

kerio cratera islandia

Leva apenas 5 minutos para descer até a cratera e vale muito a pena – a água é super azul e o contraste das cores é belíssimo.

cratera vulcanica islandia

Essa é a atração menos conhecida do Golden Circle e muitas vezes ignorada – entretanto foi minha parada preferida e portanto eu realmente recomendo, caso você tenha tempo de incluir no seu roteiro!

Mais dicas sobre a Islândia

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

VIAJE COM O PREFIRO VIAJAR!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Submarino Viagens , Voopter e Decolar.com
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Leticia Moresca

Leticia Moresca

Leticia nasceu em Curitiba, cresceu no Tocantins, amadureceu em Londres e São Paulo. Hoje mora em Munique, mas não por muito tempo – está se preparando para viajar em tempo integral. Ela compartilha suas viagens em seu canal do Yotube.

2 Comentários

  • Oi Leticia, Parabéns pelo Blog.
    Você fez o Golden Circle de carro e as atrações soube que não se paga nada pra entrar, certo?
    Uma pergunta, Você fez algum passeio pra ver a Aurora? Eu vi que há um passeio de barco e um de ônibus, sabe me dizer como é? ou conheceu alguém por lá que o tenha feito?
    Muito Obrigado

  • Gostei muito deste blog e já li sobre as condicoēs severas do clima e lhe pergunto vc acha possivel fazer estes passeios em meados de março?

Deixe um comentário