África África do Sul Cape Town Pelo mundo

O que fazer em Cape Town: dicas, passeios e lugares imperdíveis!

capetown africa

Um ano atrás realizei meu primeiro intercâmbio, destino: Cape Town, África do Sul. Embarquei cheia de expectativas e retornei com a certeza de que havia escolhido o destino certo, a cidade me surpreendia todos os dias, a vontade era de morar lá, e vou mostrar o porquê.

Bom, estudei na LAL School e recomendo muito, o diferencial deles é ter a hospedagem junto à escola, o que facilita a locomoção e interação entre os alunos, além de estar localizada em Sea Point, um dos melhores bairros de lá, e distante uma quadra da praia (ahhhh como isso conta ponto).

LAL school

Região onde se encontra a escola, foto a beira mar.

Sobre Cape Town

Cape Town é a capital legislativa da África do Sul, uma cidade encantadora, limpíssima, cosmopolita, rica e com pessoas muito simpáticas por onde quer que você ande. Possui praias deslumbrantes e de onde você estiver avistará a famosa Table Mountain. Lugares para visitar e atividades das mais diversas tenha certeza que não faltará, então para quem pensa em ir para lá, reserve no mínimo dez dias, para poder aproveitar (eu fiquei 30 e não consegui fazer tudo o que queria).

chapman peaks drive

Chapman´s Peak Drive, estradas da região.

O que fazer em Cape Town?

Como já disse, atividades e passeios não faltam, vou comentar os principais que fiz e gostei muito.

Waterfront

É um complexo, com pier para pequenos barcos, shopping center, uma roda gigante linda, cinemas, ótimos restaurantes, um maravilhoso food market, além de ali estar localizado o Two Oceans Aquarium e o ponto de partida para a Robben Island (ilha onde Nelson Mandela esteve preso). Prepare-se para se perder por horas nesse lugar.

Robben Island

Localizada a 11km da cidade, é do Waterfont que sai a embarcação para a visita à ilha onde Nelson Mandela esteve preso por mais de duas décadas. Confesso que achei que o passeio seria meio maçante, mas adorei. Além de muito interessante, dá pra curtir a paisagem linda em alto mar.

Chegando na ilha, todos são acomodados em ônibus, os quais possuem um guia que vai contando tudo sobre o local (que está muito bem preservado) e o ponto alto da visita é quando se conhece a Ala prisional onde Mandela esteve por todo este tempo, e esta parte da visita é feita por um ex-detento, o que deixa tudo mais próximo do que realmente foi vivido lá.

robben island

Entrada da ala prisional

Indico muito fazer, são três horários por dia e custa, se não me engano, em torno do equivalente a uns 100 reais. Ah, e é interessante comprar com antecedência, senão pode acabar ficando de fora.

Table Mountain

Passeio obrigatório para quem vai à Cape Town, essa é uma das sete maravilhas naturais e é fácil saber por que. Tem este nome devido à seu formato, plano na parte superior, lembrando uma mesa. Há duas maneiras de subir, uma por trilha e outra pelo Cable Car, eu escolhi a segunda opção (quem fez a trilha me contou que é bem puxadinha).

table mountain capetown

Paisagem do alto da table mountain.

O Cable Car que nos leva ao topo da montanha é todo envidraçado e gira durante a subida e descida, dando a visão panorâmica (e confesso que um certo desconforto, quem tiver labirintite que se prepare, rsrs). Lá do alto a vista é sensacional, dá para ver toda a cidade e caminhar pela parte plana da montanha para admirar a paisagem por diversos ângulos. No alto dos seus mais de 1000m de altitude venta bastante e a temperatura é menor, um convite à visitar uma das duas cafeterias de lá de cima, que possuem loja de souvenir em anexo. Valor: cerca de 85 reais.

Cape of good hope

É a pontinha do continente, onde os dois oceanos se encontram, o índico e o atlântico, fica a 50 km de distância do centro de Cape Town e na ida dá para visitar Bolders Beach, pois é caminho. O parque é bem grande e percorre-se ele de carro, lá há um restaurante, um farol onde pode-se ir por uma trilha bem tranquila ou uma espécie de bondinho.

cape of good hope

Intercambistas dos mais variados países reunidos

No farol a vista é linda, enxerga-se as praias desertas de tom azul cercadas de formações rochosas, e ainda tem aquelas plaquinhas com nome de cidades de todo o mundo informando as distâncias, que todos os turistas adoram. A entrada no parque custa cerca de 35 reais.

Boulders beach

Prepare-se para ver os animaizinhos mais fofos, e muuuitos… essa praia é repleta de pinguins, e um azul do mar maravilhoso. Paga-se uma entrada ( cerca de 15 reais) para visitar, porém há uma área delimitada para os pinguins, então lá a interação com eles não é tanta, mas vale a pena a visita. Dica: bem próximo dali, na mesma praia mesmo, é possível caminhar até o mar e ver mais deles, não tantos, claro, mas com sorte dá pra tirar aquela selfie legal com o pinguim.

bolders beach

Vista do deck da praia

Vinícolas

Sim, a África do Sul possui vinhos premiados no mundo todo, e é um dos dez principais países produtores de vinho, e melhor, os preços são acessíveis. Dizem que Stellembosch (60 km distante) é o local mais bonito, mas… não deu tempo de conhecer e conheci uma região de vinícolas bem próxima. Fiz o Wine Testing em Groot Constantia (Vinícola mais antiga da África do Sul), lugar super charmoso, possui um restaurante e café com mesas ao ar livre com vistas ao campo e às montanhas, visual incrível.

wine taste groot constantia

Restaurante dentro da vinícola

O wine tasting inclui a visita à fabrica com explicação do guia sobre todo o processo e depois a degustação de cinco vinhos combinados com cinco chocolates, sendo que cada chocolate foi desenvolvido por eles para combinar com cada vinho, top demais. Recomendo muito a visita, custa 100 rands (cerca de 30 reais). Para chegar até essa região pode-se pegar o ônibus de turismo (Hop On Hop Off), que é excelente para fazer um tour.

wine taste groot constantia

Vinhos armonizados com chocolates especialmente desenvolvidos para esse fim

Pôr do sol e Signal Hill

O pôr do sol é um espetáculo a parte na cidade, no gramado a beira mar em Sea Point, quando o sol começa a sumir todos param e ficam observando e tirando fotos. O céu ganha uma mistura de cores, azul, laranja e vermelho, que impressiona.

seapoint capetown

Pôr do sol em Sea Point.

E por isso há um ônibus lá (destes dois andares e abertos) que faz uma linha exclusiva para ver o pôr do sol, ele sai do Watterfront e sobe uma montanha chamada Signal Hill. Geralmente o local fica bem cheio, as pessoas levam vinho e sentam em um enorme gramado para admirar o sol até ele ir embora por completo, em uma vibe super boa. No período em que fiquei lá ficava triste quando não conseguia assistir ao pôr do sol, então, coloquem isso na lista como tarefa diária.

VEJA TAMBÉM: PREÇOS DE HOTÉIS EM CAPETOWN

Long Street e Mama África

Opção para quem quer agito e diversão, a Long Street fica no centro da cidade e é cheia de bares, lá também se encontra o Mama Africa, um restaurante tradicional. Na Long Street visitei dois bares: o Buena Vista Social Cafe e o Beer House (pra quem gosta de cerveja, lá há 99 rótulos diferentes). Os bares são legais mas esperava mais do local, a rua a noite fica cheia de pedintes e um pouco suja. Dizem que tem uma rua muito mais legal que essa, chamada Bree Street, mas não cheguei a conhecer.

long street cafe cape town

O Mama Africa é um restaurante bem tradicional da região, com pratos típicos, como o que vem carne de springboks, kudu, crocodilo e avestruz, além de música e dança típica, achei a comida gostosa e o ambiente divertido; em relação a maioria dos lugares é mais caro, mas nada que fique fora do que gastaríamos aqui no Brasil (eu comi um prato bem servido, com salmão e tomei duas amarulas e um cosmopolitan, gastei em torno de 100 reais).

mama africa cape town

Safari

Ahh o safari, como ir a África e não fazer um? Contratei direto na escola em que estava, foram dois dias, um para o safári (Garden Route Game Lodge), outro para o Wild Life Ranch (uma espécie de zoológico), o Elephant Sanctuary e uma fazenda de Avestruz.

safari africa

Veículo 4×4 do safari

Fazer um safari é parecer estar dentro de um filme, aquela paisagem árida e você dentro de um veículo aberto 4×4 procurando os animais, é algo inesquecível. Ver os animais em seu habitat é muito legal, passamos por vários elefantes, zebras, girafas, búfalos… porém o tão esperado leão vimos apenas de longe, e ele estava dormindo.

garden route game lodge safari

Foto: observando leões durante o safari.

Quanto ao Elephant Sanctuary, fiz a caminhada com eles, eram três elefantes lindos e saímos com um balde enorme cheio de frutas, no meio do caminho paramos e damos as frutas na boca dos elefantes… sério… foi a experiência mais diferente da minha vida, fiquei igual criança, foi sensacional. Este local resgata elefantes maltratados ou que estão em risco.

 

safari elefante africa

Alimentando o elefante

Hout Bay

É uma região de Cape Town cheia de embarcações que parece ter saído de uma pintura de quadro, há muitas focas por lá e os turistas acabam interagindo com elas. De lá sai um barco que navega vinte minutos para a observação da Seals Island, uma pequenina ilha coberta de focas, é uma em cima da outra de tantas que tem lá. Lá também está o Hout Bay Market, lugar super descolado, com lojinhas, stands com comidas variadas e música ao vivo.

hout bay cape town

Fui olhar a foca e ela resolveu subir para me dar oi

Praias

As praias são lindas, mas com água bem gelada, destaque para Clifton Beach (segundo informações, é o metro quadrado mais caro abaixo da linha do equador) e Camps Bay (a Beverly Hills sul africana).

cliftons beach cape town

Vista de Clifton Beach

Em Sea Point não há aquela areia branquinha das outras praias, e sim um gramado verde, mas em compensação há uma piscina pública, e pasmem, é muito melhor que muita piscina de clube bom aqui do Brasil hein; para usar a piscina paga uma taxa baratinha.

psicina pública sea point

Piscina pública em Sea Point

Mais coisas para fazer em Cape Town

Durante os meus 30 dias lá fiz diversas outras coisas, dá vontade de falar de tudo, mas o post ficaria loooongo demais, mas, para resumir: fui a um jogo de rugby, a uma festa dentro de um ônibus aberto que circulava a cidade (party bus), fiz paragliding, visitei o jardim botânico (Kristenbosh), joguei no cassino (e o que ganhei gastei tudo com chocolate M&M ́s kkkk), visitei uma favela, visitei o aquário, entre outras.

E faltou algo para fazer???? Siiiimmm, gostaria de ter saltado do maior bungee jump de ponte do mundo (216m), de ter mergulhado com os tubarões, de ter visitado o Neigborhood Market, de ter conhecido praias mais distantes, mas dizem que é sempre bom faltar algo, assim temos desculpas para voltar, e eu pretendo voltar.

Bom, tentei mostrar um pouquinho do que é Cape Town para vocês, se quiserem dicas, tiverem alguma dúvida, podem deixar aqui nos comentários ou  mandar um direct no meu Instagram @lu_por_ai.

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguros, SafetyWing e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Luciana Cristina Pereira

Luciana Cristina Pereira

Olá, sou Luciana, curitibana que atualmente mora em Balneário Camboriú. Adoro viajar, conhecer lugares novos e fotografar. Confiram meus cliques no @lu_por_ai.

3 Comentários

Deixe um comentário