Europa Itália Pelo mundo Roma

Roma em 1 dia e meio: o que fazer para aproveitar o stopover?

coliseu roma
Mariane Serra
Escrito por Mariane Serra

Oi, Pessoal! Tudo bem? Eu sou a Mariane Serra, uma carioca apaixonada por viagens e gastronomia que junto com o meu marido, Paulo Pimentel, viajo o mundo atrás de cultura, diversão e comidinhas para compartilhar em nosso perfil no Instagram, o @viajar.eh.food.

Em dezembro de 2016, fizemos uma viagem à Europa com destino a Londres e Paris. Como nossas passagens aéreas foram compradas pela Alitalia, tivemos duas paradas em Roma: 8 horas na ida e 24horas na volta.

Hoje eu vim contar para vocês o que fazer em Roma em 1 dia e meio e como aproveitamos o stopover da nossa primeira viagem ao Velho Continente. Confesso que conhecer a Itália ainda não estava nos nossos planos, mas foi uma grata surpresa, viu?

8 horas na ida – Vaticano e Museus

Na ida, como tínhamos apenas 8 horas, optamos por conhecer o Vaticano. Do aeroporto Internacional Leonardo da Vinci, pegamos um trem até a estação Termini e de lá pegamos outro até o Vaticano, dando um total de 1h20 de viagem.

estacao de trem em roma

Estação de trem

A estação Roma S. Pedro fica a 1Km do Vaticano. Então, é super tranquilo ir até lá caminhando. Chegamos à Praça São Pedro bem cedo, um pouco antes das 7h, e ela estava totalmente vazia. Foi ótimo para fazer vídeos e tirar fotos.

vaticano roma

Demos uma baita sorte, pois como era quarta-feira, dia de missa celebrada pelo Papa Francisco, logo após esse horário todo o Vaticano começou a encher. Partimos então para os Museus do Vaticano – sim, assim mesmo no plural. Porque são vários museus em um só.

Veja também: Quanto custa um mochilão de 15 dias pela Itália?

O conglomerado de museus foi construído em 1506 pelo Papa Júlio II e desde então reúne uma grande variedade de obras de arte. Ainda mais bonitos que as peças expostas, são os tetos. Dá para passar um bom tempo andando olhando para o alto só apreciando as pinturas e afrescos.

Capela Sistina

A Capela Sistina fica dentro dos Museus do Vaticano e o valor do ingresso que dá acesso a ambos é a partir de €26. Chegar a ela é um choque visual. O famoso teto pintado por Michelangelo entre 1508 e 1512 em tons claros e mais simples (na minha leiga visão) é um contraste com toda a ostentação das alas dos museus que são caminho obrigatório para chegar à capela.

 Compre agora o seu ingresso para o Vaticano e Capela Sistina e não enfrente filas!

Estando embaixo de uma das mais importantes obras de arte, infelizmente não conseguimos repará-la com a devida atenção que Michelangelo merece, pois a todo instante os seguranças insistiam para não tirarmos fotos e sair rápido de dentro da igreja, já que o local é muito procurado e fica uma fila grande para entrar. Uma pena!

Como o nosso horário era apertado, a nossa visita ao Vaticano foi bem rápida e deixou um gostinho de quero mais, mesmo para nós que não somos católicos. Era hora de pegar o trem de volta para o aeroporto.

Dica: Trem em Roma

Quando se anda de trem na Itália, você tem que validar o ticket em uma das máquinas verdes que ficam logo no acesso às plataformas, pois não há catracas em muitas estações.

Como nessa viagem de volta estávamos com pressa, acabou que esquecemos de validar os nossos bilhetes. Em todas as viagens, há um fiscal que passa conferindo se as passagens foram validadas e se você não o fizer, irá pagar uma multa de €10.

Nós demos esse mole e tivemos que pagar €20 ao fiscal. Amiguinhos, caso um dia vcs usem o trem em Roma, não façam como nós e percam quase R$80,00 por distração.

24 horas na volta – Coliseu, Eataly e Fontana di Trevi

No fim da nossa eurotrip, tivemos mais 24 horas livres em Roma. Como o nosso vôo vindo de Londres chegou perto das 23h na capital italiana, dormimos confortavelmente no Hotel Ibis Roma Fiera para no dia seguinte conhecer um pouco mais da cidade.

hotel ibis roma

O hotel é um pouco afastado, ficava no meio do caminho entre o aeroporto e as atrações, mas o excelente café da manhã compensou essa distância.

Coliseu

A nossa primeira parada foi o Coliseu. Do hotel, pegamos um ônibus e depois o metrô. Neste ônibus, para a minha alegria, o motorista falava bem inglês e nos ajudou bastante explicando em que lugar era melhor pegar o metrô.

Contrate agora o seu tour guiado pelo Coliseu e Roma Antiga

coliseu roma italia

Foi só chegar ao Coliseu para termos a certeza de que precisamos voltar. O lugar é incrível! Logo na entrada alugamos um áudio-guia em português e aprendemos um pouco a história do anfiteatro. O ingresso para o Coliseu (€17) também dá acesso ao Palatino e ao Foro Romano.

foro romano roma

Foro Romano

Esses três monumentos vizinhos são as ruínas mais importantes da Itália e nos mostram bem como foi o período do Império Romano (27 a.C a 476 d.C). Para se ter uma ideia, o Coliseu começou a ser construído em 72 d.C.

Contrate agora o seu Seguro Viagem para Europa com 5% de desconto

Eataly

Terminado o passeio pelas ruínas, bateu a fome e fomos almoçar no Eataly. Nesse mercado voltado para a culinária italiana, encontramos muitos utensílios para cozinha, condimentos, massas e bons restaurantes.

Foi lá que comi o melhor tiramissu da vida e vi que os italianos realmente raspam o prato com o pão de acompanhamento (#chocada). Na Itália, se você der aquela bela limpada no prato com um pãozinho não será falta de educação. Adorei isso!

Fontana di Trevi

Com as energias recarregadas, pegamos um táxi para ir à Fontana di Trevi. Foi a experiência mais louca da nossa viagem! O taxista xingava todo mundo, parava o carro para gesticular e brigar com os outros motoristas, se jogava na frente dos carros e ainda conversava com a gente em uma língua ítalo-inglesa perguntando se éramos americanos e que sonhava em ir a Los Angeles. rs

Apesar de louco, ele era muito simpático e insistiu para que pegássemos um cartão dele para usar os seus serviços em uma futura ida à Roma. Eu confesso que, ao descer do táxi, dei graças a Deus por chegar sã e salva à Fontana di Trevi.

Na fonte, eu que não sou boba nem nada, cacei minhas moedinhas e fiz logo dois pedidos. Dizem que quem joga moedas na água aos pés de Netuno terá seus desejos realizado e retornará à Roma. Comigo ainda não aconteceu nenhum dos dois, mas uma supertiçãozinha não faz mal a ninguém, não é?

fontana di trevi roma

Na Fontana di Trevi, a chuva chegou e o cansaço apertou. Caminhamos mais um pouco pelas ruelas, até chegar ao Castello di Sant’Angelo, quase na entrada do Vaticano. A essa hora, o trânsito que já era louco, se tournou um caos com as pessoas saindo do trabalho. Resolvemos não entrar no castelo e já pegar o trem de volta para o aeroporto.

De um destino que não estava nos nossos planos, a Itália subiu para o topo da nossa bucketlist. Não vemos a hora de voltar com calma para conhecer cada cantinho desse país tão rico culturalmente e de povo tão acolhedor.

Compre online os seus passeios em Roma

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo , Voopter e Decolar.com
 Aluguel de carro: Rent Cars e ReserveCar
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Mariane Serra

Mariane Serra

Mariane Serra, carioca, engenheira, empresária e apaixonada por viagens e gastronomia. Viajo o mundo em busca de cultura e sabores. Adoro escrever sobre os lugares que estive e recriar as comidinhas que provei por aí.

Deixe um comentário