Centro-oeste Jalapão No Brasil Tocantins

O que fazer no Jalapão? Conheça 6 atrações turísticas imperdíveis!

Leticia Moresca
Escrito por Leticia Moresca

Difícil de chegar, longe de tudo e quase que exclusivamente acessível para carros 4×4, o Parque Estadual do Jalapão fica no Tocantins, perto das fronteira com a Bahia, Piauí e Maranhão, e é maior que o estado de Sergipe. São 34 mil km² de puro encanto para os amantes de ecoturismo.

Sobre o Parque Estadual do Jalapão

A exploração turística dessa região ainda é recente e portanto as estruturas da área ainda são bem precárias, a começar pela estrada. Para chegar em Mateiros, a cidade que costuma ser a “sede” para os passeios no parque, são 190km de asfalto (entre Palmas e Ponte Alta) e outros 160km de estrada de chão areiosa e esburacada.

estradaavs jalapão

Também é possível chegar em Mateiros por São Félix – as distâncias são semelhantes, e as estradas são igualmente ruins.

As distancias entre as atrações também são grandes. Em 4 dias eu rodei 1.200km sendo que 800km foram de estrada de chão. Entretanto, ao chegar em cada atração que visitei fiquei sem palavras – impressionada com tamanha beleza natural – tive certeza que toda a viagem valeu a pena.

Antes que minhas palavras te desestimulem a visitar o Jalapão, devido a falta de estrutura, vamos direto para a parte boa – as atrações que eu mais gostei. Vale lembrar que existem muitos outros pontos de interesse na área – por exemplo, são mais de 10 fervedouros abertos para visitação e mais de 100 catalogados!

1. Fervedouros do Jalapão

fervedouros jalapão

Os diversos fervedouros são provavelmente as atrações mais famosas do Jalapão. São piscinas naturais de água transparente onde é impossível afundar. A água é doce (ao contrário do mar morto) e o fenômeno acontece devido a ressurgência.

Fervedouro dos Bananais

fervedouro dos bananais jalapao

O primeiro fervedouro a ser explorado turisticamente é o Fervedouro dos Bananais, mais conhecido como Fervedouro do Ceiça. Além de ser o fervedouro mais famoso da região, foi o que eu senti mais pressão da agua e portanto o que causou a sensação de flutuação mais forte!

Fervedouro Bela Vista

fervedouro bela vista jalapão

Já o fervedouro Bela Vista, é o mais recente, e me chamou a atenção por ser mais amplo e ter mais estrutura. Além do deck na entrada da piscina natural, também é possível nadar no rio que esta próximo ao fervedouro.

2. Dunas

dunas por do sol jalapao

As Dunas provavelmente são o cenário que a maioria das pessoas imagina ao pensar no Jalapão, entretanto, não se engane – esse não é o cenário de todo o parque e sim um lugar específico, normalmente visitado no pôr do sol.

3. Cachoeira da Formiga

cachoeira da formiga

Imagine uma cachoeira de agua azul clara e agua quente – essa é a Cachoeira da Formiga. A água é uma delicia, quentinha, além de linda! O único problema é que depois de visitar a Cachoeira da Formiga, nenhuma outra cachoeira no mundo será suficientemente impressionante!

4. Serra do Espírito Santo

serra do espirito santo

A Serra do Espírito Santo é vista durante grande parte do percurso dentro do Parque Estadual do Jalapão. Existe uma trilha que leva ao topo da serra e o melhor momento para fazê-lá é antes do sol nascer, para assistir o nascer do sol lá de cima!

5. Cachoeira da Velha

cachoeira da velha

A Cachoeira da Velha é apenas para contemplação – não é possível entrar na agua aqui por causa da força da água. Entretanto, é possível descer a cachoeira fazendo rafting e entrar na água da prainha que é a água que vem da cachoeira da Velha.

piscina natural cachoeira velha jalapão

6. Pedra Furada

pedra furada jalapão

A Pedra Furada fica mais perto de Ponte Alta do que de Mateiros e é mais um lugar com uma vista incrível e perfeito para assistir o pôr do sol.

pôr do sol pedra furada jalapão

Como chegar no Jalapão?

Como eu viajei sozinha, escolhi contratar o tour de 4 dias Jalapão 360 ofertado pela empresa Aventura Eco ao invés de me aventurar a dirigir. A viagem foi feita em uma caminhonete 4×4 com muito conforto, ar condicionado e água gelada. Além disso os guias foram muitos gentis e pacientes com todo o grupo durante toda a viagem.

Também é possível alugar um carro em Palmas (4×4) e dirigir até lá. Nesse caso sugiro que reserve o carro com muita antecedência pois a oferta é menor que a procura, e que pesquise bem sobre a região antes de se aventurar – existe pouca (quase nenhuma!) sinalização.

IMPORTANTE: Recomendo também carregar no carro uma pá e corda para ajudar a desatolar o carro seja necessário e mapas de papel, pois não pega sinal de celular nessa região.

Por fim, uma outra opção para um grupo grande viajando junto e com o seu próprio carro, seria contratar um motorista/guia. E ai, tem coragem de encarar uma aventura dessas?

SUA VIAGEM COMEÇA AQUI

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Sobre o autor

Leticia Moresca

Leticia Moresca

Leticia nasceu em Curitiba, cresceu no Tocantins, amadureceu em Londres e São Paulo. Hoje mora em Munique, mas não por muito tempo – está se preparando para viajar em tempo integral. Ela compartilha suas viagens em seu canal do Yotube.

Deixe um comentário