Jalapão No Brasil Norte Tocantins

O que fazer no Jalapão? Conheça 6 atrações turísticas imperdíveis!

Leticia Moresca
Escrito por Leticia Moresca

Difícil de chegar, longe de tudo e quase que exclusivamente acessível para carros 4×4, o Parque Estadual do Jalapão fica no Tocantins, perto das fronteira com a Bahia, Piauí e Maranhão, e é maior que o estado de Sergipe. São 34 mil km² de puro encanto para os amantes de ecoturismo.

Sobre o Parque Estadual do Jalapão

A exploração turística dessa região ainda é recente e portanto as estruturas da área ainda são bem precárias, a começar pela estrada. Para chegar em Mateiros, a cidade que costuma ser a “sede” para os passeios no parque, são 190km de asfalto (entre Palmas e Ponte Alta) e outros 160km de estrada de chão areiosa e esburacada.

estradaavs jalapão

Também é possível chegar em Mateiros por São Félix – as distâncias são semelhantes, e as estradas são igualmente ruins.

As distancias entre as atrações também são grandes. Em 4 dias eu rodei 1.200km sendo que 800km foram de estrada de chão. Entretanto, ao chegar em cada atração que visitei fiquei sem palavras – impressionada com tamanha beleza natural – tive certeza que toda a viagem valeu a pena.

Antes que minhas palavras te desestimulem a visitar o Jalapão, devido a falta de estrutura, vamos direto para a parte boa – as atrações que eu mais gostei. Vale lembrar que existem muitos outros pontos de interesse na área – por exemplo, são mais de 10 fervedouros abertos para visitação e mais de 100 catalogados!

1. Fervedouros do Jalapão

fervedouros jalapão

Os diversos fervedouros são provavelmente as atrações mais famosas do Jalapão. São piscinas naturais de água transparente onde é impossível afundar. A água é doce (ao contrário do mar morto) e o fenômeno acontece devido a ressurgência.

Fervedouro dos Bananais

fervedouro dos bananais jalapao

O primeiro fervedouro a ser explorado turisticamente é o Fervedouro dos Bananais, mais conhecido como Fervedouro do Ceiça. Além de ser o fervedouro mais famoso da região, foi o que eu senti mais pressão da agua e portanto o que causou a sensação de flutuação mais forte!

Fervedouro Bela Vista

fervedouro bela vista jalapão

Já o fervedouro Bela Vista, é o mais recente, e me chamou a atenção por ser mais amplo e ter mais estrutura. Além do deck na entrada da piscina natural, também é possível nadar no rio que esta próximo ao fervedouro.

2. Dunas

dunas por do sol jalapao

As Dunas provavelmente são o cenário que a maioria das pessoas imagina ao pensar no Jalapão, entretanto, não se engane – esse não é o cenário de todo o parque e sim um lugar específico, normalmente visitado no pôr do sol.

3. Cachoeira da Formiga

cachoeira da formiga

Imagine uma cachoeira de agua azul clara e agua quente – essa é a Cachoeira da Formiga. A água é uma delicia, quentinha, além de linda! O único problema é que depois de visitar a Cachoeira da Formiga, nenhuma outra cachoeira no mundo será suficientemente impressionante!

4. Serra do Espírito Santo

serra do espirito santo

A Serra do Espírito Santo é vista durante grande parte do percurso dentro do Parque Estadual do Jalapão. Existe uma trilha que leva ao topo da serra e o melhor momento para fazê-lá é antes do sol nascer, para assistir o nascer do sol lá de cima!

5. Cachoeira da Velha

cachoeira da velha

A Cachoeira da Velha é apenas para contemplação – não é possível entrar na agua aqui por causa da força da água. Entretanto, é possível descer a cachoeira fazendo rafting e entrar na água da prainha que é a água que vem da cachoeira da Velha.

piscina natural cachoeira velha jalapão

6. Pedra Furada

pedra furada jalapão

A Pedra Furada fica mais perto de Ponte Alta do que de Mateiros e é mais um lugar com uma vista incrível e perfeito para assistir o pôr do sol.

pôr do sol pedra furada jalapão

Como chegar no Jalapão?

Como eu viajei sozinha, escolhi contratar o tour de 4 dias Jalapão 360 ofertado pela empresa Aventura Eco ao invés de me aventurar a dirigir. A viagem foi feita em uma caminhonete 4×4 com muito conforto, ar condicionado e água gelada. Além disso os guias foram muitos gentis e pacientes com todo o grupo durante toda a viagem.

Também é possível alugar um carro em Palmas (4×4) e dirigir até lá. Nesse caso sugiro que reserve o carro com muita antecedência pois a oferta é menor que a procura, e que pesquise bem sobre a região antes de se aventurar – existe pouca (quase nenhuma!) sinalização.

IMPORTANTE: Recomendo também carregar no carro uma pá e corda para ajudar a desatolar o carro seja necessário e mapas de papel, pois não pega sinal de celular nessa região.

Por fim, uma outra opção para um grupo grande viajando junto e com o seu próprio carro, seria contratar um motorista/guia. E ai, tem coragem de encarar uma aventura dessas?

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

VIAJE COM O PREFIRO VIAJAR!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Submarino Viagens , Voopter e Decolar.com
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Leticia Moresca

Leticia Moresca

Leticia nasceu em Curitiba, cresceu no Tocantins, amadureceu em Londres e São Paulo. Hoje mora em Munique, mas não por muito tempo – está se preparando para viajar em tempo integral. Ela compartilha suas viagens em seu canal do Yotube.

2 Comentários

Deixe um comentário