No Brasil Nordeste

Natal: onde o sol brilha 300 dias por ano

natal rio grande do norte
Amanda Antunes
Escrito por Amanda Antunes

Natal, a capital do Rio Grande do Norte, é também conhecida como a Cidade do Sol, uma vez são praticamente 300 dias de sol por ano. Nos outros 65, há chuvas apenas entre abril e julho, fazendo dela uma ótima opção para quem gosta de praia durante o ano todo.

parque das dunas de natal

Parque das Dunas de Natal. Fonte: Wikimedia

Sobre Natal

A cidade é a porta de entrada para o turismo no Estado e de lá é possível explorar tanto o litoral norte, quanto o litoral sul, ambos com atrações incríveis para os amantes de uma boa praia. Na capital, o turismo é uma das principais atividades econômicas do estado e uma das que mais emprega.

Além disso, a ensolarada capital do Rio Grande do Norte é responsável por atrair grandes eventos esportivos para o nordeste do Brasil. Com isso, mais turistas, sendo, por exemplo, uma das doze cidades brasileiras escolhidas para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014 e recebendo em 2011 e pela primeira vez no Brasil, o Campeonato Mundial de Basquete Master.

Não obstante, o Torneio Internacional de Ginástica, o Campeonato Brasileiro de Judo Sub-23 e o Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu também já fizeram sua passagem pela capital e, até mesmo uma edição do Brazilian Series of Poker (BSOP) sediada na cidade, em 2014, quebrou, na época, o recorde de maior número de participantes em terras nordestinas.

Turismo em Natal

Ao visitar a cidade, uma parada no Forte dos Reis Magos é indispensável, pois foi lá que tudo começou. Com sua construção iniciada em 6 de janeiro de 1598 – Dia dos Reis Magos, daí o seu nome -, o forte é não apenas um dos principais cartões-postais da capital potiguar, como também considerado o marco inicial da cidade e de grande importância histórica para o Brasil.

Possui um formato parecido como uma estrela de cinco pontas e dá para uma vista maravilhosa das praias, além de conservar canhões e muitas histórias entre suas paredes. Além disso, o centro histórico da cidade, com seus museus e palacetes, destaca o período de colonização portuguesa no estado.

O Teatro Alberto Maranhão, o Palácio Potengi, o Palácio Felipe Camarão são alguns exemplos. O Centro de Turismo de Natal, um antigo presídio, que hoje abriga um centro de cultura e artesanato potiguar também vale a pena a visita.

morro do careca natal

Morro do Careca. Fonte: Wikimedia

Em termos de praias, a região mais badalada da Cidade do Sol é a região de Ponta Negra. Ali, você vai encontrar uma ótima estrutura hoteleira e uma variedade de restaurantes de comidas típicas além, é claro, das águas mornas da praia de Ponta Negra, perfeitas para o banho.

À noite, o local ferve com os turistas explorando os barzinhos que tocam músicas ao vivo nos mais variados estilos. Ponta Negra também oferece uma vista privilegiada do Morro do Carena, que, para você que nunca ouviu falar, é a duna mais conhecida da cidade, apesar de, devido à proteção e preservação do local, não ser mais permitida a visitação. Mas, acredite, só admirar esse espetáculo da natureza já está de bom tamanho.

morro do careca

Morro do Careca. Fonte: Wikimedia

O Parque das Dunas, também apelidado de Bosque dos Namorados, localiza-se no coração da cidade e abriga mais de mil hectares de Mata Atlântica, sendo declarado pela UNESCO como Patrimônio Ambiental da Humanidade.

dunas de genipabu

Dunas de Genipabu. Fonte: Wikimedia

O local é o segundo maior parque urbano do país – atrás apenas da Floresta da Tijuca -, e possui três trilhas divididas em níveis de dificuldade, em que é possível conhecer um pouquinho mais sobre a fauna e flora do local. Além de receber turistas, o parque também possui a função de regular o clima local e purificar o ar, sendo, assim, de vital importância conservá-lo bem.

Além das atrações da capital, nenhuma visita ao Estado seria completa sem, ao menos, uma passada pelo litoral norte e sul. Assim, reserve sempre um tempinho para explorar, ao sul, a Praia de Pipa, umas das mais agitadas do nordeste, a Praia do Amor, Praia do Madeiro e, no caminho, o Cajueiro de Pirangi, o maior do mundo. Ao norte, passeios de buggy em Genipabu, piscinas naturais de Parrachos de Maracajaú e de Perobas são um must.

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

VIAJE COM O PREFIRO VIAJAR!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Submarino Viagens , Voopter e Decolar.com
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Amanda Antunes

Amanda Antunes

Olá! Eu sou Amanda. Sou publicitária, criativa e apaixonada por fotos e viagens. Ao todo foram 3 intercâmbios e 24 países visitados. São muitas histórias para contar, porque eu Prefiro Viajar!

Deixe um comentário