Panamá é um país grande e mistura a praia para relaxar e praia de esportes radicais. Cidade de negócios e turismo farto. Ao todo, foram 10 dias de muita surpresa boa e encantos. Nesse artigo, vamos compartilhar um roteiro do Panamá com dicas valiosas para a sua viagem.

Nesse artigo você vai ler sobre:
O que fazer no Panamá?
Como chegar no Panamá?
Moeda
Gastronomia
Compras no aeroporto

Chegamos de noite e resolvemos dormir na Cidade do Panamá para não pegar a estrada no escuro sem saber o caminho direito. Jantamos o super Burger e no dia seguinte colocamos o pé na estrada logo pela manhã para fugir do transito (trânsito muito louco, as pessoas não respeitam muito, ganha que tem mais coragem e carro maior).


O que fazer no Panamá?

Pedasi

Passamos os primeiros dias na região do Pacífico conhecida como Pedasi. Cidade pequena, com poucas opções de hospedagens. Há pensões, hostels e hotéis 3 estrelas. Praias lindas, ainda desertas de águas cristalinas e mornas, povo acolhedor e mosquitos!

pedasi panama

Los Destiladeros

As praias Los Destiladeros e outras são praticamente desertas e para chegar era preciso pegar uma estrada de chão. Delicia, valeu a pena! Ver pegada de caranguejo e de mini carangueijo (no estilo do Sebastião de A Pequena Sereia).

Praia Venao

Na Praia Venao tem mais estrutura com grandes hotéis de porte maior e o restaurante que falei acima, Coleos Café – Cocina Mediterranea.

Panamá City

Caserno Velho

Voltamos para Panamá City e logo na primeira noite fomos para Caserno Velho (Cidade Antiga) com construções antigas que lembram os dobrados da Lapa e Paraty, no Rio de Janeiro.

cidade antiga panama city

Baratona

Fizemos uma Baratona, compramos o ticket 25,00 dólares (por pessoa) que permitia um drinque para cada um em 7 bares. Havia uma lista com 5 diferentes tipos de bebida: rum, vodka, cerveja, cerveja especial. Conhecemos rooftops, bares e tivemos uma experiência incrível.

Pegamos essa dica de um Blog local, na verdade de um americanos que se apaixonou pelo Panamá e mudou. No Blog , uma das dicas é passeios locais e de fugir do circuito turístico, que é mais caro.

Andamos do Hotel até a Cidade Antiga, em um passeio que me lembrou muito o Aterro do Flamengo, Marina da Glória e Lapa. Um caminho novo, com atrações para as crianças com parques e também quadras esportivas. É nessa praça que tirei a foto com a palavra Panamá.

A noite de ano Novo passamos no Hotel que oferecia uma festa, apesar de uma equipe muito prestativa, achamos que o jantar e atrações poderiam ter sido um pouco melhores. Pagamos no total 300 dólares (ingresso + taxa), e sentimos que podia ter sido um pouco mais diferente…

O lado bom é que ficamos de frente para a Baía em um local privilegiado para ver os fogos de artifício. Me senti em Copacabana, com fogos, calor e humidade.

cidade do panama fogos

Tour na Ilha Toboga

O tour na Ilha Toboga, uma ilha que fica 25 minutos de Panamá City, de barco. Tem 800 habitantes, uma escola com 120 estudantes. Foi base de piratas, dos espanhóis, da coroa britânica e no tempo moderno dos EUA, durante o período da ll Guerra Mundial, por se tratar de um local estratégico.

ilha toboga panama

Segundo o guia turístico, Kennedy participou do treinamento das forças armadas na ilha por 3 anos, 35 anos antes de se tornar Presidente dos Estados Unidos.

A ilha tem estrutura de restaurante, cadeiras e barracas de praia, banheiro e mercadinho. Sem contar em uma água cristalina! E linda! Achamos o tour por a caso e compramos pelo Trip Advisor por 70 balboas por pessoa, incluindo ida e volta de barco, cadeiras e guarda sol, o almoço com (entrada de ceviche, prato principal e sobremesa) e um tour de 1 hora pela cidade.

ceviche ilha toboga panama

Comprando direto pelo site, é mais barato, 65 balboas por pessoa, mas só descobrimos na hora. Mas olha, que lugar delicioso! Peixinhos nadando, praia tranquila e lá longe dava para ver o arranha-céu, da cidade grande.

Dica importante: para embarcar no barco pediram o passaporte. A bonita aqui não tinha (!), graças ao bom guarda e me deixou entrar com a identidade. Vacilei, eu sei, ou seja MANUZEI.

Forte de San Lourenço

Um outro passeio muito bacana foi onde visitamos a lagoa, o canal do Panamá, o forte de San Lourenço, em um dia inteiro.

Demos uva e banana para os macacos que vivem na ilha (como vivem isolados na ilha com pouco alimento é oferecido esse tipo de turismo como forma de alimentação. Fomos instruídos a não tocar, acariciar ou ter qualquer contato com os macacos).

forte sao lorenzo panama

Passamos por parte do canal do Panamá, junto com grandes embarcações. Fomos ao observatório, acompanhar a passagem de um grande navio pelo canal, vi as comportas abrirem e fecharem, o nível da água subir e descer para atingir o nível do mar e o navio seguir viagem.

canal do panama

O ingresso do observatório é de 15 dinheiros e estava incluído no pacote. Assim como o almoço, um lanche no Forte de São Lourenço com sanduíche e abacaxi frescos! O valor do passeio foi de 130 dinheiros por pessoa.

O guia é um venezuelano que morou em Miami por 10 anos, está no Panamá estudando MBA em finanças e faz um extra com esses passeios. Muito atencioso e explicando com detalhes.


Como chegar no Panamá?

Você pode chegar pela terra, céu e mar, literalmente. Isso porque o Panamá é um local estratégico de conexões. Pude ver carros com placa da Costa Rica, Nicarágua e México.

panama city letreiro

Por água, muitas embarcações (cruzeiros, veleiros e navios de grande porte), aproveitam o Canal do Panamá para cruzar do oceano Pacífico para o mar do Caribe. Algumas das empresas aéreas que possuem voos: Avianca, Copa Air Lines, United.

Uma observação: No momento de check in das malas, ainda no aeroporto dos Estados Unidos, a atendente de solo da companhia aerea pediu para ver a passagem de volta. Essa é uma solicitação formal.


Moedas

A moeda vigente é a Balboa. Mas o dólar americano é aceito e comercializado normalmente sem a necessidade de cambio. Dólar e Balboa possuem o mesmo peso comercial. E você pode pagar com dólar e receber troco em Balboa ou ao contrário.


Gastronomia

Peixe, frutos do mar, ceviches, burgers e pizza. Tem de tudo com bom paladar e diversidade. No primeiro dia, comemos um burger, grande e sem miséria, com direito a batata frita e catchup.

Arroz de Coco

Em Pedasi tive oportunidade de experimentar o Arroz de Coco no restaurante Smiles e foi uma delicia! Pedi o arroz normal mas a garçonete insistiu que experimentasse e me trouxe um pouquinho. Amei! No outro dia jantei lá só para comer mais do arroz.

Como passamos os primeiros dias na região praiana, saímos cedo do hotel após o café da manhã e comíamos na Praia em um restaurante novo, pequeno: comida Tailandesa, árabe, sanduíche com frango grelhado e salada. Comida Fresca, paladar caseiro e atendimento informal. Não aceitam cartão, apenas dinheiro.

Um fato me chamou atenção: o dono do restaurante estacionou o carro novo em frente ao restaurante. Um carro foi dar ré e amassou um pouco. Os donos do carro perguntaram quem era o dono do carro batido e se prontificaram a pagar. O dono do restaurante (e do carro amassado), olhou e falou: “- Não é nada. Tranquilo.” Depois passando eu vi o estrago. E posso dizer que foi considerável. Que evolução do dono do restaurante!

Mercado de Mariscos

Na Cidade do Panamá, valeu muito a pena ir ao Mercado de Mariscos, e comer um ceviche fresco e muito apetitoso por 1,67 de dólares ou Balboa (já que ambos tem a mesma cotação). Provamos o ceviche de Pescado e de Camarão e valeu muito!

cidade panama mercado mariscos

Tive a oportunidade também de comer a minha primeira comida From Fíji! Pode parecer estranho, mas foi delicioso. Um americano de raizes de Fíji veio trabalhar na expansão do Canal do Panamá, encontrou o amor da sua vida e mudou de área (história parecida né?). E então ele abriu uma estação de comidas de Fíji em um dos bares que fomos. O valor da refeição foi de 7 dólares e alimentou bem.


Compras no aeroporto

Panamá é famoso por não ter taxa nas lojas do aeroporto, o que atrai muitos turistas para compras. É um verdadeiro shopping com lojas de vestuário, acessórios, maquiagens, bebidas, perfumes e eletrônico.

Vi diferença de preço, entre uma loja para outra. Nessa viagem, achei as lojas sem variedade e também com preços altos, o que vi valendo a pena comprar foi o Rum.


O Panamá nos surpreendeu

Um país acolhedor com moradores simpáticos e atenciosos. Comida deliciosa e beleza natural de deixar os olhos e a alma sorrindo. Visite o Panamá se tiver oportunidade, é um país belíssimo! Quero voltar para explorar outros lados.

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB (R$170OFF) e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguros, SafetyWing e Seguros Promo (5%OFF)
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Chip internacional com desconto: América Chip (10%OFF)

Sobre o autor

Manu Muniz

Manu Muniz

Capixaba, cresci no Rio de Janeiro e moro no Brooklyn/NY. Gosto de conhecer pessoas e sentir lugares. Quando não estou viajando arrumo uma forma de conhecer pessoas e culturas fazendo Airbnb na minha casa. Me acompanhe no @ManuNoMundoo

Deixe um comentário

7 Comentários