Que tal curtir um dia incrível no Vale dos Vinhedos recheado de vinícolas e restaurantes incríveis? Hoje eu vim contar para vocês como foi a minha passagem pela Serra Gaúcha e deixar algumas indicações de lugares que eu visitei. A região é incrível e conta com uma paisagem sensacional.

Como eu fui em outubro, a vegetação estava bem verdinha e o friozinho gostoso para aproveitar o melhor da Serra Gaúcha. Mas vale lembrar que dependendo da época do ano que você visitar o Vale dos Vinhedos, você poderá encontrar uma vegetação super florida, linda linda.

vale dos vinhedo outubro

Casa Valduga

A minha primeira parada no Vale dos Vinhedos foi na Casa Valduga. Fundada em 1875, a vinícola foi pioneira no enoturismo do Vale dos Vinhedos, ela foi a primeira a introduzir o conceito na região, construindo restaurantes, pousadas e lojinhas para atrair os visitantes e pelo visto deu super certo, né?

A visitação

A visitação e degustação de seus vinhos e espumantes é bastante completa. Assim que eu cheguei, eu recebi um taça de cristal e fui encaminhada para a sala de vídeo. Lá eles exibiram um filme retratando desde a história da chegada da família Valduga até os dias atuais. É muito nítido o carinho que eles tem com as uvas, a produção e a busca sempre pela excelência.

Um fato que me deixou muito impressionada foi descobrir que a Casa Valduga possui a maior adega de espumantes da América Latina, com capacidade para estocar mais de 6 milhões de garrafas. Além disso, hoje os vinhos e espumantes da Casa Valduga estão presentes em mais de 20 países e já ganharam mais de 300 prêmios em concursos nacionais e internacionais. Legal, né?

casa valduga taça

Essa taça você ganha no início da visita para degustação

Após entender um pouco da história da Casa Valduga, eu fui super bem recebida pelo Lucas, um enólogo maravilhoso que te explica todos os detalhes da produção de excelência da vinícola e te dá umas dicas de como degustar e identificar bons vinhos. Eu que não sou especialista em vinhos, aprendi bastante. Foi a minha primeira visita a uma vinícola e eu fiquei muito satisfeita.

O Lucas me ensinou também um pouco sobre os tipos de uvas e vinhos que existem, como funciona a produção dos vinhos e espumantes e me levou para visitar as parreiras de uvas (minha parte favorita). Devo confessar que eu fiquei meio impressionada, me sentindo no Chile ou ao norte de São Francisco. Ameeei e o lugar rende belas fotos.

Preço da visita

A visita na Casa Valduga custa R$ 40 e você pode levar a sua taça de Cristal de recordação.

Como chegar na Casa Valduga?

A Casa Valduga fica na Via Trento, Linha Leopoldina, 2355. Com GPS é bem tranquilo se achar e todos da região conhecem a vinícola. Eu cheguei no boca a boca mesmo.

Casa Madeira

Assim que eu saí da Casa Valduga, eu segui para a Casa Madeira, onde fomos almoçar para conhecer a típica gastronomia Italiana. O restaurante é um charme, todo de pedra e os pratos são sensacionais. Com certeza um jantar típico dos imigrantes é uma parada obrigatória para quem ama comer bem como eu.

restaurante casa madeira

O cardápio servido no restaurante reflete muito da cultura local entre 1876 e 1920.  Nesta época, a caça de aves e criação de pequenos animais, a plantação de do milho e uva eram muito comuns e esses ingredientes são muito vivos no cardápio oferecido ao viajante.

codorna casa madeira vale dos vinhedos

Codorna com molho tradicional, servida em panela de ferro

Opções no cardápio

Olha… se você não tem maturidade como eu aconselho você a nem tomar café da manhã que a comilança é braba! Olha quantas opções te aguardam na Casa Madeira (e vou te falar que é quase impossível resistir à todas elas):

Entradas: Pão colonial, Torradinhas, Antepasto, Salada de radicci com bacon ou Salada Mix de folhas.

Pratos principais: Noque de batata doce ao molho sugo e manjericão, Spaghetti ao molho de quatro queijo, Rondele gratinado com molho branco e queijo, Polenta mole com queijo e molho de codorna, Codorna com molho tradicional, servida em panela de ferro e Filé ao molho de vinho tinto.

Sobremesa: Sagu com creme

Como chegar na Casa Madeira?

O restaurante da Cada Madeira fica bem perto da Casa Valduga, cerca de 1,5 km de distância na Via Trento 3355 – Linha Leopoldinha – Vale dos Vinhedos.

Horários e reservas

No dia que eu visitei o restaurante da Cada Madeira, ele estava bem cheio, por isso é uma boa opção reservar a sua mesa para evitar filas. O atendimento acontece de terça a domingo das 12h às 15h30 pelo telefone (54) 3453.5678.

Veja também: Cotação de hotéis

Vinícola Miolo

Depois da Casa Madeira, eu segui rumo a Vinícola Miolo.  A visitação é permite que o visitante conheça o local onde o vinhos e espumantes da Miolo são produzidos e no final do tour eles preparam uma super degustação, com várias taças e tipos de vinhos. Eles ensinam como sentir o cheiro da bebida, como segurar a taça, como entender a estrutura do vinho, ou seja, como te ajudam a descomplicar e apreciar uma boa bebida!

vinicola miolo vale dos vinhedos

Embora a Casa Valduga e a Miolo possuam propostas parecidas, achei as duas experiências bem diferentes, sendo a Miolo um pouco mais turística e mais focada na degustação (pelo menos essa foi a minha impressão).

degustacao miolo vale dos vinhedos

Preço da visita

A visita com a degustação custa R$ 20 por pessoa e inclui a degustação.

Como chegar na Casa Valduga?

A Casa Valduga fica na Via Trento, Linha Leopoldina, 2355. Com GPS é bem tranquilo se achar e todos da região conhecem a vinícola. Eu cheguei no boca a boca mesmo.

Leopoldina Jardim

Quem disse que no friozinho não se toma sorvete? No Leopoldina Jardim, eu provei sorvetes artesanais incríveis. Como eu estava pela região e ouvi falar muito bem do local, eu aproveitei para fazer uma visitinha.

leopoldina jardim

Ao chegar recebi um cartãozinho e a instrução de que a consumação mínima de R$15 por pessoa. Para mim, isso não foi um problema já que dentro do Leopoldina Jardim eu encontrei sorveteria e uma cafeteria irada, além de cervejas artesanais, vinhos, espumantes e pratos que pareciam estar bem gostosos. No segundo andar, você encontra também um boutique com coisas muito bonitas, mas bem carinhas.

sorvete jardim leopoldina

Ah… no Leopoldina Jardim você consegue fazer piqueniques românticos. Fiquei imaginando aquela grama verdinha em dias ensolarados!

leopoldina jardim serra gaucha

Como chegar no Leopoldina Jardim?

O Leopoldina Jardim fica na Via Trento, 2915. Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul. De carro tudo é muito pertinho. É difícil se perder.

Depois de tantos passeios legais, você pode ainda passear por lojinhas como o Artesanato do Vale e comprar lembrancinhas como imãs, chaveiros, porta-chaves e panos de prato. Eles funcionam até 18h. Sem falar, que se estiver aquele friozinho bom, também é uma delícia para relaxar e curtir um pouco no hotel.

Espero que tenham gostado da minha dica sobre o que fazer em 1 dia no Vale dos Vinhedos. Aguardo seus comentários e dicas! E se você quiser saber mais sobre a região, nós temos aqui no blog um especial bem bacana sobre a Serra Gaúcha.

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB (R$170OFF) e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguros, SafetyWing e Seguros Promo (5%OFF)
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Chip internacional com desconto: América Chip (10%OFF)

Sobre o autor

Amanda Antunes

Amanda Antunes

Olá! Eu sou Amanda. Sou publicitária, criativa e apaixonada por fotos e viagens. Ao todo foram 3 intercâmbios e 42 países visitados. São muitas histórias para contar, porque eu Prefiro Viajar!

7 Comentários