No Brasil Rio de Janeiro Roteiro de viagem Visconde de Mauá

Guia de Visconde de Mauá: atrações, restaurantes, hotéis, compras e muito mais!

Amanda Antunes
Escrito por Amanda Antunes

Na última Semana Santa, eu decidi conhecer um lugar que eu tinha bastante curiosidade: Visconde de Mauá “Apaixonante”. A grana estava apertada, o trabalho uma loucura e na véspera de feriado eu entrei no Booking.com achei uma promoção de hospedagem, provavelmente, houve algum cancelamento e o quarto foi liberado, aluguei um carro e coloquei o pé na estrada.

Como eu moro no Rio de Janeiro ir para Visconde de Mauá é uma excelente opção, já que são apenas 4 horas de carro e o caminho não passa pela loucura da região dos lagos. Para quem não sabe, Visconde de Mauá é  uma região dividida em 3 vilas: Mauá,  Maromba e Maringá que é divida pelo Rio Preto, sendo parte dela no estado do Rio de Janeiro e parte em Minas Gerais.

O que fazer em Visconde de Mauá?

Como eu não  tive muito tempo para pesquisar, a minha primeira parada foi no posto de informações turísticas. Lá  eu ganhei um mapa super bacana da região e as atendentes eram muito solícitas e sabiam bastante sobre a região!

Neste guia eu estou reunindo para vocês todos os lugares bacanas que eu visitei, aqueles que eu fiquei com gostinho de conhecer, além de dicas para você aproveitar ao máximo Visconde de Mauá. Lembrando que eu farei artigos individuais de cada um desses lugares mais para frente. Vem comigo!

Dia 1

  • Cachoeira Santa Clara
  • Cachoeira Véu da Noiva
  • Cachoeira do Escorrega
  • Poção da Maromba
  • Lojinhas de artesanato do Poção da Maromba
  • Jantar no restaurante O Filho da Truta

Dia 2

Dia 3

  • Trilha Vale do Alcantilado: a entrada custa R$ 15 por pessoa e estão inclusas a Cachoeirinha, Poço de Areia, Poço das Raízes, Cachoeira do Açude, Cachoeira da Muralha, Cachoeira do Lajeado, Cachoeira da Toca, Cachoeira da Gruta do Granito, Cachoeira do Alcantilado

Mais lugares para visitar e atividades para fazer

  • Piscicultura/ Restaurante Truta Rosa
  • Plantação de cogumelos
  • Cervejaria Serra Gelada
  • Piscina natural
  • Cachoeira do Santuário: a entrada custa R$ 25 por pessoa.
  • Poço do Marimbondo
  • Cachoeira Toca da Raposa
  • Trilha da Pedra Selada
  • Trilha para o Pico das Agulhas Negras
  • Museu duas Rodas
  • Corredeiras do Acantilado: oferecem arborismo, boiacross, tirolesa, escalada em corda, rapel, pêndulo, estilingue, trilhas, você vai precisar de um dia inteirinho para curtir o parque.
  • Remorini Aventuras: a agência realiza passeios de quadriciclos, land rover, caminhões miliares, motos, bóia cross, rapel e outras opções.
  • Cachoeira do Paiol

Compras em Visconde de Mauá

Assim que você pisar no centro de Maringá, certamente você terá que controlar os gastos. Por lá você encontra tantas coisas lindas, tapetes, mantas, sapatos de couro, velas, redes… dá vontade de sair comprando tudo. Eu listei as lojinhas mais legais que eu visitei, dá só uma olhada:

  • Armazém da Vila
  • Casa das velas
  • Fábrica de bombons e chocolates
  • Armazém do Artesão
  • Capril De Ville

Onde comer em Visconde de Mauá?

Visconde de Mauá como um todo oferece muitas opções de restaurantes deliciosos. Na vila gastronômica de Maringá, por exemplo, você encontra uma série de restaurantes deliciosos. Eu já estou louca para voltar lá e provar cada um deles. Entre os mais conhecidos estão os:

  • Casa do Fondue
  • Gosto a gosto
  • Babel
  • Bistrô das meninas
  • Gosto com gosto
  • Borbulha
  • Casa di Pedra

Onde se hospedar em Visconde de Mauá?

Bom, eu fiquei hospedada no bairro Santa Clara, na Pousada Santa Clara. Eu paguei R$ 398 em 2 diárias, com banheiro privativo, lareira, sauna e um café da manhã caprichado.

Eu optei pela opção mais barata, mas quem busca mais conforto e localização, eu sugiro o Hotel Buhler. Fui convidada para conhecer o hotel e fiquei encantada. O café, o almoço, as instalações, as atividades para o hóspede, a pizzaria, tudo estava uma delícia e o atendimento foi de primeira. Os chalés então, nem se fala, todos um luxo, super confortáveis e com 2 quartos, ideal para famílias.

Se você estiver sem carro por lá, de carona ou quiser mais independência, eu sugiro que procure hospedagens no centro de Maringá, já que é a área com melhor infraestrutura da cidade. Veja algumas opções de hotéis.

Quando ir a Visconde de Mauá?

De acordo com as dicas da galera que mora em Visconde de Mauá, no verão é quando mais chove na cidade o que incomoda muitos os moradores. Já o inverno é a época de seca, quando a temperatura ficam bem quentes durante o dia e cai bastante durante a noite. Eles disseram preferir assim.

Eu visitei Visconde de Mauá no final de março, peguei chuva todos os dias da viagem e noites bem frias. Não me arrependo, pois de 3 dias, 2 deles foram de sol na parte da manhã e tarde, o que me ajudou a aproveitar as cachoeiras e tirar um dia para realmente relaxar!

Além disso, descobri também que janeiro e junho são as épocas mais cheias da cidade e para quem quiser fugir de tumultos essa é uma informação bem importante.

Como chegar em Visconde de Mauá?

Se você estiver vindo do Rio de Janeiro como eu, é só seguir as instruções a seguir que não tem erro:

  1. pegar a linha vermelha até o fim (direção SP), ao acabar a linha vermelha, você cairá na Dutra.
  2.  Seguir na Dutra em direção a SP e pegar a Saída 311 (Penedo/ Visconde de Mauá).
  3. Seguir as placas Visconde de Mauá/Maromba/Maringá
  4.  Vai passar em frente a Penedo, a Serrinha, a Capelinha. Continuar subindo, sempre seguindo as placas de Visconde de Mauá.
  5. Ao chegar em Visconde de Mauá, haverá uma praça com uma igreja e lá estarão as informações turísticas onde você pode pegar um mapinha bem bacana da cidade ou pode baixar o meu rabiscadinho (risos)!

Dicas importantes

  • Em Visconde de Mauá o tempo muda muito e as chuvas atrapalham bastante o fornecimento  de energia elétrica e Internet. Por isso, nada de estresse, vá  para se desconectar do mundo e se conectar com a natureza.
  • As únicas operadoras que possuem sinal em Visconde de Mauá são a Vivo e a Claro. Se você tem Tim como eu, pode esquecer, o sinal é péssimo.
  • Lembre de levar dinheiro em espécie,  pois você só encontrará caixas eletrônicos em Penedo. E, lembre-se de confirmar com o seu hotel se a maquininha do cartão está  funcionando.
  • As estradas em Visconde de Mauá são bem acidentadas e cheias de lama. Portanto, se você  tem carro baixo ou tem aquela “frescurinha” com o carro a boa é pagar os passeios privados ou ir com um alugado. Eu paguei, por exemplo, R$ 405 em 3 dias de diária.
  • O único posto de gasolina que eu encontrei em Maringá, Maromba, Vale do Pavão e Santa Clara foi o que fica bem perto das informações turísticas, portanto, trate de abastecer o carro logo na entrada da cidade.
  • Eu vi apenas 2 mercadinhos: um em Maringá, em frente ao Remorini Aventuras e um na Maromba, bem na praça onde tem a igrejinha.

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Amanda Antunes

Amanda Antunes

Olá! Eu sou Amanda. Sou publicitária, criativa e apaixonada por fotos e viagens. Ao todo foram 3 intercâmbios e 24 países visitados. São muitas histórias para contar, porque eu Prefiro Viajar!

4 Comentários

  • Amandita!
    Adorei o Guia (you already know that rsrsrs)… e pretendo fazê-lo em grande parte!
    Aliás, ótimas dicas!
    Eu nunca ia imaginar que não houvesse caixa eletrônico em Mauá!
    Estou rezando para o sol reinar firme e forte!
    Beijo grande,
    Lily
    Apaixonados por Viagens

  • Olá,

    Pelo que entendi Visconde de Maua tem várias vilas. Qual vocês sugerem ficar hospedado?

    Vi que existe uma região chamada Cachoeiras do Alcantilado. Consigo chegar nelas sem carro 4×4? É seguro ir com crianças pequenas?

    Obrigado!

    • Oie Diogo! Eu fiz o Vale Alcantilado sem 4×4, eu estava com uma Duster e sim, é super seguro ir com crianças! Eu vi algumas famílias por lá, inclusive! Ahh, em Visconde de Mauá, dois lugares legais para se hospedar são Maromba e Maringá! 😀

Deixe um comentário