Amazonas Inspire-se No Brasil Norte

Como é viajar sozinha para Amazônia?

Amanda Antunes
Escrito por Amanda Antunes

No meu aniversário de 26 anos, eu resolvi fazer uma coisa diferente. Resolvi me dar de presente uma viagem de 20 dias pela Amazônia brasileira. Postei tudo sobre a viagem no meu Instagram, mas confesso que recebi muitas dúvidas de meninas perguntando: como é viajar sozinha pra Amazônia?

Pois bem, hoje eu vou contar para vocês como foi a minha experiência nessa viagem tão marcante.

Meu roteiro

Tudo começou quando eu recebi o convite da Nat da Íris Social para viver uma experiência transformadora. Ela me convidou pra participar da Expedição Amazônia, uma viagem de 8 dias (durante a semana do Carnaval) que mistura turismo de base comunitária e trabalho voluntário.

trabalho voluntario na amazonia iris social

Plantação de mudinhas no CEFA – Centro Experimental Floresta Ativa

De cara eu já fiquei interessada e comecei a organizar a minha viagem para o Pará. Quando eu comecei a pesquisar sobre a Amazônia eu me apaixonei, eu vi que tinha muito mais pra conhecer além do estado do Amazonas e por isso decidi ficar 20 dias viajando sozinha pela Amazônia.

Passei por Santarém, a Resex (Reserva Extrativista Tapajós Arapiuns), Alter do Chão, Manaus, Lago Juma e Presidente Figueredo.

Por que a Amazônia?

Desde criança eu tenho verdadeiro fascínio pela Amazônia, mas em algum momento coloquei na minha cabeça que esse seria um destino caríssimo de conhecer.

Acho que vi a Amazônia em tantos filmes gringos que esqueci que ela era patrimônio brasileiro e que tinha que ter um jeito de poder conhecer essa região do Brasil.

Além disso, quando a Nat em convidou, eu fiquei muito empolgada em fazer meu primeiro voluntariado em um lugar tão diferente. Eu ia poder visitar as casas, conhecer as famílias e entender de verdade como é a vida em das pessoas na Amazônia. Enfim, será que eu ainda preciso de mais motivos?

Por que 20 dias?

Confesso que fui seduzida pela quantidade de coisas e lugares que eu queria explorar nessa viagem. Quando vi a oportunidade de ir também pra Manaus, eu pirei de vez. Conversei bastante com a Iguana Tour e eles montaram um roteiro incrível pra mim, misturando experiências culturais e vivênciais na selva.

amazonia lago juma

Passeio de barco pelo Lago Juma 

Além disso, eu fiz questão de encaixar alguns dias em Alter do Chão e Santarém antes de depois do meu trabalho voluntário.

Como eu fiz os passeios?

Uma das coisas que me perguntei quando decidi ir sozinha, era como eu ia fazer para ir aos lugares que eu pretendia visitar. Pois bem, pesquisando e conversando, cheguei à conclusão que a melhor opção era contratar os passeios e me juntar aos grupos.

Assim eu me sentiria mais segura com os meus equipamentos e tem lugares, como o Lago Juma, por exemplo, que eu nem sei se você consegue ir por conta própria.

Claro, que tiveram momentos que eu usei o uber e até mesmo o ônibus local, como foi o caso de Santarém. Eu fui me ajustando de acordo com o local e negociando os passeios da forma mais conveniente pra mim.

É mais caro ir sozinha?

Tudo depende do estilo de viagem que você deseja fazer. Eu optei por ficar em hostels incríveis como o Local Hostel em Manaus e dei uma economizada. Com transporte, eu acabei gastando um pouquinho mais em Santarém porque lá não tem Uber, apenas táxis que são caríssimos.

Além disso, o pacote da Iris Social e da Iguana Tour oferecem também alojamento, o que fez com que eles valessem realmente a pena.

Leia mais: Confira o meu roteiro completo de 20 dias na Amazônia com preços e dicas!

Inclusive, achei esses pacotes BEM ACESSÍVEIS. A Iguana Tour, vende um pacote de 3 dias na Amazônia por R$ 900 incluindo transfer, hospedagem, alimentação e todos os passeios.

ATENÇÃO: Todos os meus seguidores e leitores tem 5% de desconto na Iguana Tour. Basta você mencionar que conheceu a agência pelo Prefiro Viajar e pedir o seu descontinho.

Segurança

Como de costume, nessa viagem eu fui sozinha, mas fiz muitos amigos pelo caminho. Por isso, eu me senti muito segura quase 100% do meu tempo. O único lugar que fiquei mais ligadinha foi em Manaus, pois estava um pouco tarde e escuro (mas nada aconteceu).

Veja também: 6 dicas para viajar sozinha pela primeira vez

Santarém achei bem tranquilo e Alter do Chão também. Mas eu confesso que andei bastante em grupo nessa viagem. Uma dica legal que eu deixo aqui, é procurar se hospedar o mais próximo da agitação possível, assim você terá que andar menos e se expor menos caso esteja 100% sozinha.

Ah, uma dica legal para quem ficar em hostel como eu, é levar cadeado. É muito importante manter os seus pertences no armário. Mas oh, eu não vi nada e me senti bem segura nessa viagem. Inclusive, quando eu dormi na floresta haha

Como eu tirei as minhas fotos?

Essa é uma das perguntas que mais recebi da mulherada lá no Instagram. A Amazônia é um lugar incrível para fotografar, mas viajando sozinha todo mundo tem certas limitações. No geral, o que eu fiz foi andar com o tripé e usar o disparador automático da minha câmera. Eu também usei a minha GoPro e pedi MUITO para as pessoas tirarem as fotos pra mim com o celular.

Veja também: Dicas de como tirar fotos viajando sozinha

O que eu aprendi nessa viagem?

A minha primeira grande lição foi: a grande maioria do Brasil vive em uma bolha. Nós não temos dimensão do quão grandiosa é a Amazônia e como ela é importante pra nossa vida.

Eu me senti muito pequena perto de tanta imensidão. A natureza perfeita demais e nós seres humanos precisamos ir na Amazônia pra entender a energia que ela emana. É algo verdadeiramente transformador. Meditar, praticar yoga ou apenas relaxar são experiências divinas!

Eu também adorei estar perto dos locais e acompanhar como eles vivem no seu dia a dia. São pessoas muito tímidas, mas que possuem um coração imenso. O senso de comunidade é algo que me tocou profundamente. Ajudar ao outro e compartilhar para eles não é uma obrigação e sim o correto.

Essa, foi sem dúvidas, uma viagem muito especial e eu deixo aqui o meu muito obrigada Íris Social e Iguana Tour por me ajudarem a realizar esse sonho e por poder mostrar para tantas mulheres desse Brasil que viajar para a Amazônia é sim possível e todas nós deveríamos fazer isso uma vez na vida.

Curtiu as dicas? Então compartilhe com os amigos e deixe aqui embaixo o seu comentário. Vai viajar? Faça as suas reservas aqui pelo blog. Os links dos nossos parceiros estão aqui embaixo!

VIAJE COM O PREFIRO VIAJAR!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Submarino Viagens , Voopter e Decolar.com
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Amanda Antunes

Amanda Antunes

Olá! Eu sou Amanda. Sou publicitária, criativa e apaixonada por fotos e viagens. Ao todo foram 3 intercâmbios e 24 países visitados. São muitas histórias para contar, porque eu Prefiro Viajar!

Deixe um comentário