América no norte Canadá Pelo mundo Roteiro de viagem

Guia definitivo das Montanhas Rochosas (Rocky Mountains) no Canadá

Carol Macedo
Escrito por Carol Macedo

Sabe aquele lugar que você só acredita que existe porque viu com os próprios olhos? Pois é… Estive nas Montanhas Rochosas do Canadá em agosto de 2016 e confesso que me surpreendi bastante, as paisagens, geleiras e rios são tão incríveis que parece que você está dentro de uma pintura.

Com certeza um dos lugares mais lindos que já conheci, destino perfeito para todos os tipos de viajantes.

Onde as Montanhas Rochosas ficam?

As montanhas rochosas fazem parte de uma grande cadeia montanhosa de mais de 4.800 km de extensão e fica localizada entre as províncias de Columbia Britânica e Alberta, no Canadá. As principais atrações das “Rocky Mountains” ficam na Icefield Parkway, uma das rodovias mais cênicas do mundo que liga as cidades de Jasper e Banff.

Como chegar nas Montanhas Rochosas?

Saindo do Brasil você pode chegar pelo aeroporto de Calgary ou de Vancouver. Optei chegar por Vancouver pois assim pude combinar mais esse destino com a minha viagem e de lá fui para Jasper de trem. Os trens partem de Vancouver apenas duas vezes na semana, por isso antes de comprar sua passagem de avião para Vancouver verifique as datas de saída dos trens para Jasper.

Os trens possuem vagões panorâmicos e pelo caminho você já tem uma prévia do que verá nos próximos dias pois a viagem é toda pela Montanhas rochosas e a vista é linda.

trem panoramico montanhas rochosas

Esse foi exatamente um dos motivos que me fez escolher ir de trem até Jasper, mas se preferir você pode alugar um carro ou até mesmo pegar um vôo de Vancouver. As passagens de trem Vancouver/Jasper podem ser compradas com antecedência no site Via Rail.

O que fazer em Jasper?

Jasper é uma cidadezinha pequena, super charmosa que fica rodeada pelas montanhas canadenses. Chegando na cidade o ideal é alugar um carro para os próximos dias, assim será possível explorar os lagos e paisagens com maior liberdade. Aluguei o carro assim que cheguei.

Leia mais: 5 dicas para alugar carro no exterior

Lake Anette e Lake Edith

Os trens chegam em Jasper por volta das 16:30 e como no verão escurece tarde, já fui explorar a região e conhecer alguns lagos próximos ao Centro como o Lake Anette e Lake Edith. Um ao lado do outro, esses lagos não são imperdíveis mais valem a visita. Já que está tão pertinho do Centro de Jasper, porque não visitar?

Lago Anette

Lago Anette

Maligne lake

Dormimos em Jasper no Hotel Astoria e no dia seguinte fomos conhecer o Maligne lake, O Lago mais famoso de Jasper. Nele você pode fazer um cruzeiro até a Spirit Island (Vale super a pena!) No Maligne Lake tem um restaurante e uma estrutura boa para os visitantes.

maligne lake

Maligne Lake

Medicine Lake

No caminho para o Maligne Lake dê uma paradinha no Medicine Lake. Este lago é lindíssimo, na beira da estrada, possui um mirante para apreciar a vista, mas eu não aguentei e fui até a beira do lago.

Medicine Lake

Medicine Lake

Maligne Canyon

Na volta do Maligne lake passamos pelo Maligne Canyon que possui uma cachoeira que deságua em um canyon de 50 metros de altura. O local possui seis pontes de observação de onde é possível ter uma linda vista dos canyons e cascatas.

Maligne Canyon

Maligne Canyon

Icefield Parkway: o paraíso entre Jasper e Banff

Após conhecer os lagos de Jasper, é hora de seguir para Banff. As cidades de Jasper e Banff estão ligadas pela Icefield Parkway, e é nessa estrada que estão as paisagens mais incríveis das Montanhas Rochosas. Para dirigir por lá, você passará por um “pedágio” e é necessário pagar uma taxa de 10 dólares por dia.

São 230 km de estrada entre uma cidade e outra, mas decidimos fazer a viagem em dois dias para curtir as atrações com mais calma e nesse caso pagamos a taxa para dois dias. Dirija com cuidado pois é normal encontrarmos alguns companheiros de estrada como aspens, ursos pretos moorse entre outros, e eles costumam atravessar a rua sem olhar para os lados! Rs.

icefield parkway

Companheiro de estrada

Uma dica é passar em um mercado antes e comprar água e uns lanchinhos para levar, pois pelo caminho não há muita estrutura para comer.

Athabasca Falls

Nossa primeira parada foi em Athabasca Falls. Confesso que esta não é uma atração imperdível, mas como é de fácil acesso e possui muitas placas indicando, resolvemos dar uma parada rápida para conhecer.

athabasca falls canadá

Athabasca Falls

Athabasca Glaciar

Seguimos viagem sempre cercada por paisagens incríveis e paramos na Columbia Icefield park onde almoçamos e fizemos o passeio para o Athabasca Glaciar. Esse passeio é imperdível. Em uma viagem de 6 minutos, um ônibus nos leva para o meio de uma geleira. Ficamos por lá durante meia hora observando o local e o motorista explica como a geleira foi formada.

Ônibus que leva os turistas até o glaciar

Ônibus que leva os turistas até o glaciar

Athabasca Glaciar

Athabasca Glaciar

Após o passeio como já estava quase a noite, fomos procurar um hotel para dormir pela Icefield Parkway. O que me chamou muita atenção foi a quantidade de motor home que tinham pela estrada, e é exatamente na Columbia Icefields que a maioria faz a parada para dormir, pois nesse ponto existe uma pequena estrutura com restaurantes e banheiros.

Andamos alguns quilômetros e encontramos o Num-Ti-Jah Lodge, um hotel a margem do Bow Lake (Um dos lagos que visitaríamos no dia seguinte). O Hotel possui um restaurante maravilhoso que já estava fechando mas os funcionários muito atenciosos abriram uma exceção para a gente.

Vista da janela do nosso quarto

Vista da janela do nosso quarto

Bow Lake

No dia seguinte a surpresa: Da janela do nosso quarto era possível ver a lindeza que nos esperava, o Bow Lake. Passamos algumas horas pelo Bow Lake, que para mim está entre os Top 3 das Montanhas rochosas e de lá caímos na estrada novamente.

Bow Lake

Bow Lake

Peyto Lake

Partimos direto para o Peyto Lake, um dos lagos mais aguardados por mim e que superou minhas expectativas. O lago é lindo, seu tom azul leitoso (devido ao derretimento das geleiras) deixa a paisagem ainda mais incrível. Realmente só acredito que este lugar existe porque vi com meus próprios olhos.

Peyto Lake

Peyto Lake

Lake Louise

A próxima parada foi no Lake Louise, um dos mais famosos lagos das Rocky Mountains e um dos mais lindos também! Rs

Lake Louise

Lake Louise

Nele é possível fazer um passeio de Caiaque, o passeio por uma hora custa 85 dolares canadenses para duas pessoas. Não pensei duas vezes e fiz o passeio e só posso dizer que AMEI!! Experiência incrível remar com uma vista maravilhosa dessas. No canto direito do lago está o Hotel Frontenac e do passeio de caiaque foi possível ver um casamento que acontecia as margens do Lake Louise. Imagina casar assim??

Passeio de Caiaque pelo Lake Louise

Passeio de Caiaque pelo Lake Louise

Moraine Lake

Como o Moraine Lake fica próximo do Lake Louise, paramos nele também e simplesmente fique sem palavras com a cor deste lago!! Indescritível, a foto abaixo já diz tudo!

Moraine Lake

Moraine Lake

Esmerald Lake

O último lago do dia foi o Esmerald Lake, que faz parte do Yoho National Park mas é tão lindo quanto os lagos de Jasper National Park e Banff National Park e vale a pena a visita.

Esmeral Lake

Esmeral Lake

Do Esmerald Lake fomos para o nosso hotel em Banff. Ficamos no hotel Brewster’s mountain lodge e super recomendo. Apesar de ter sido apenas uma noite, a localização é ótima, bem no centro de Banff. Achei a cidade super charmosa, maior do que Jasper e com uma estrutura bem melhor.

Banff Avenue

No dia seguinte fomos aproveitar a cidade. Passeamos pela Banff Avenue (Anevida principal) e fomos fazer o passeio da Banff Gondola até a Sulphur Mountain. O passeio custa 42 dólares canadenses e lá de cima, uma vista lindíssima de Banff.

Banff Gondola

Banff Gondola

Sulphur mountain e vista de Banff

Sulphur mountain e vista de Banff

Hot Spring

Bem próximo a Banff Gondola está o Hot Spring , uma piscina de águas termais com vista para as montanhas. Resolvemos conferir, a água da piscina é uma delícia, quentinha, a temperatura da água era de 42º,o único problema é que estava totalmente lotado.

Hot Springs

Hot Springs

Minewanka Lake

Nosso último lago foi o Minewanka Lake. O lago é enorme e tem como fazer um cruzeiro de uma hora por lá. Não fizemos este cruzeiro mas pelo que dizem, é bem lindo e interessante.

Minewanka Lake

Minewanka Lake

Do Minewanka Lake partimos para nosso hotel em Calgary. Como nosso voo para o Brasil era no dia seguinte bem cedo, ficamos em um hotel 3,4 km do aeroporto de Calgary Acclaim Hotel Calgary Airport. Como chegamos já a noite e nosso voo era no dia seguinte bem cedo, não conseguimos conhecer a cidade, mas se for ficar um dia em Calgary sugiro reservar um hotel no centro da cidade. No dia seguinte pegamos o voo de Calgary para Toronto e de Toronto direto para o Brasil.

Quantos dias ficar nas Rocky Mountains?

Fizemos essa viagem em 10 dias, 5 dias em Vancouver e 5 dias pelas Montanhas Rochosas e conseguimos conhecer os principais pontos. Se tiver mais tempo, reserve mais um dia pelas Rocky mountains e será possível conhecer outros pontos não tão explorados e fazer as trilhas dos lagos. Reserve também um dia por Calgary.

Onde se hospedar nas Rocky Mountains?

Para facilitar a vida de vocês, eu fiz um resumo com todos os hotéis que nós ficamos ao longo da viagem e citamos anteriormente.

 Você curte as minhas dicas? Então já segue o @prefiroviajar no Instagram pra acompanhar as minhas viagens em tempo real! 

VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não é taxado a mais por isso e ainda ajuda o Prefiro Viajar a produzir mais artigos de qualidade! Então, bora reservar?

Passeios e ingressos: TourOn e Get Your Guide
Hospedagem: BookingAirBnB e Hoteis.com
 Seguro viagem: Real Seguro e Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Dinheiro pro exterior: Transferwise

Sobre o autor

Carol Macedo

Carol Macedo

Carol Macedo é Carioca, mora em Belo Horizonte, viaja sempre nas horas vagas e ama brincar de conhecer o mundo. São 12 países visitados e esse número só aumenta, pois está sempre pensando na próxima viagem.

8 Comentários

Deixe um comentário